Bitcoin deve valer US$ 400.000 com base em sua escassez

Bitcoin deve valer US$ 400.000 com base em sua escassez
A criptomoeda mais popular do mundo, o bitcoin, deve valer cerca de 20 vezes mais do que vale agora, com base em sua escassez e valor em relação ao ouro, de acordo com o diretor de investimentos global (CIO) da Guggenheim, Scott Minerd.
Minerd disse à Bloomberg que o fornecimento de bitcoin é limitado a 21 milhões de moedas, o que lhe confere sua marca antiinflacionária. Ele disse que a escassez do token, junto com a “impressão desenfreada de dinheiro” do Federal Reserve sugere que seu preço deve subir para US$ 400.000.

“Nosso trabalho fundamental mostra que o bitcoin deve valer cerca de US$ 400.000. Baseia-se na escassez e na valorização relativa, como ouro como porcentagem do PIB ”, disse Minerd.
Guggenheim está entre os atores institucionais que estão validando a legitimidade do bitcoin como um ativo de reserva. No mês passado, a empresa entrou com um pedido de reserva de 10 por cento de seu Fundo de Oportunidades Macro de US$ 5,3 bilhões para investir no Bitcoin Trust em tons de cinza, um veículo de investimento focado em bitcoin.

Na quinta-feira, o bitcoin quebrou acima de US$ 23.000 e se manteve próximo a esse nível desde então. Analistas atribuíram o aumento ao aumento da demanda de investidores institucionais, como Paul Tudor Jones e Stanley Druckenmiller.

No início desta semana, a operadora da Chicago Board Options Exchange anunciou planos para lançar índices de criptomoedas no próximo ano em parceria com a CoinRoutes, uma empresa de software de negociação com sede em Nova York. A exchange é definida para fornecer dados para várias criptomoedas com altos valores de mercado.

Traduzido e adaptado de: rt.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *