Início»Blockchain»O PODER DA BLOCKCHAIN #1: Empréstimo de títulos entre bancos

O PODER DA BLOCKCHAIN #1: Empréstimo de títulos entre bancos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Dois gigantes bancários ofereceram recentemente mais uma grande conquista para a aplicação da blockchain no setor financeiro. Em uma transação de empréstimo de títulos de US$ 30,48 milhões, a ING Groep NV e o Credit Suisse Group AG usaram um software baseado na Blockchain para efetuar a transação no dia 1º de março.

Mais e mais exemplos surgem mensalmente em que o setor bancário parece estar realmente investindo e aproveitando a tecnologia criada em 2009. Apesar das ameaças feitas pelo fenômeno das criptomoedas, o setor ficou apaixonado pela tecnologia blockchain e suas aplicações.

HQLAx, a empresa que desenvolveu o programa que permitiu que as duas empresas fizessem a transação, criou uma sistema que utiliza a Blockchain como base. A transação é vista como um excelente exemplo de um uso real e ao vivo da tecnologia blockchain para os mercados de capitais existentes.

As empresas lançaram uma declaração que informa o sucesso e suas implicações. Charley Cooper, da companhia R3, que teve parte no desenvolvimento do sistema, disse que isso seria “muito mais do que uma prova de conceito em um laboratório vedado”.

Cooper apontou as implicações positivas da recente transação, dizendo que:

“Estas são instituições reguladas em um mercado real e é uma demonstração única de que soluções da Blockchain estão sendo implantadas em transações comerciais”.

Parece que um dos principais motivos para os bancos de todo o mundo usarem a blockchain é o desejo de reduzir os custos. Com a tecnologia, seria eliminado protocolos e trâmites gerenciados por setores humanos, ou seja, com menos pessoas envolvidas a autenticação do processo como o empréstimo dos títulos podem ser mais rápidos, simples e economizar tempo e dinheiro dos bancos.

Muitos bancos possuem patentes de Blockchain, e quase todos os bancos mundiais acima de um certo tamanho estão observando a blockchain cuidadosamente para ver o valor que podem extrair dessa tecnologia. Embora a maioria dos sistemas ainda estejam em processo experimental, transações como essa entre o Credit Suisse e o ING deverão crescer e, eventualmente, dominar as transações do setor bancário formal.

Falando em nome da ING, Herve Francois, desenvolvedora Blockchain da empresa, disse que as corporações esperam que o sistema esteja em plena atividade até o final de 2018.

Os bancos dizem que a utilização de uma plataforma blockchain pode tornar o processo de empréstimo de títulos mais rápido e mais barato. Normalmente, os empréstimos envolvem uma transferência de fundos entre contas, mas a recente transação eliminou os dias tradicionais de espera por uma conclusão e a liquidação do negócio foi imediata.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Falha técnica na Binance vende todas as altcoins de usuários por Bitcoin

Próximo artigo

Companhia aérea taiwanesa aceita bitcoin e vê "Futuro Brilhante" para o Turismo

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.