O que é RIPPLE (XRP)?

Não é só o Bitcoin que está chamando atenção no mercado financeiro, a Ripple é uma delas e a cada dia vem ganhando mais adeptos. Sendo assim, ela é a criptomoeda que mais cresceu em 2017 alcançando um crescimento total de 37%.

Muitos investidores já ouviram falar sobre a criptomoeda, mas ainda existem muitas dúvidas a respeito de seus diferenciais e benefícios que a tecnologia traz.

Atualmente a moeda e a plataforma Ripple foram inseridas em um grupo formado por bancos, entre eles está o Santander que está em busca de transações instantâneas ao redor do mundo, cobrando baixas tarifas.

Sendo assim, o banco está usando a tecnologia blockchain somada a Ripple para enviar dinheiro através da rede. Continue lendo este texto e saiba mais sobre essa nova moeda. Acompanhe!

O que é Ripple?

Ripple é um programa de quitação bruta em tempo real, câmbio e remessas. Ele também é conhecido como protocolo Ripple e é desenvolvido a partir de um protocolo de internet aberto. Sua moeda nativa é a XRP.

O propósito do software Ripple de acordo com seu website é fazer com que os usuários vençam as barreiras impostas pelas instituições financeiras, ou seja, cartões, bancos, entre outras redes que limitam as transações com cobrança de taxas e juros para operações cambiais e demora no processamento.

Sendo assim, o Ripple é um protocolo para pagamento que foi desenvolvido em 2011 que pretende permitir pagamentos de qualquer quantia com segurança e instantaneamente praticamente gratuitos.

Além disso, suporta tokens que podem representar moedas físicas, prata, ouro e qualquer outra coisa. A moeda oficial do sistema é a XRP.

Como ela funciona?

A companhia desenvolvedora dessa moeda pela necessidade de garantir que o dinheiro flua livremente. Deste modo, a meta da Ripple é ser uma criptomoeda descentralizada assim como o bitcoin e fazer com o dinheiro o que a tecnologia fez para outros tipos de dados.

O sistema Ripple aborda muitas instituições e bancos que têm o mesmo objetivo em comum. Acessar a tecnologia da blockchain e aplicá-la na substituição da forma antiga que essas instituições realizam suas transações.

Um exemplo que podemos citar é reduzir os 3 dias de confirmação para apenas alguns instantes. Com a tecnologia Ripple os bancos podem começar a competir com as criptomoedas atuais.

Atualmente a criptomoeda XRP está na terceira posição de moedas com o maior valor, atrás apenas do Bitcoin e Ethereum. Em contrapartida, a ideologia das moedas virtuais a Ripple usa sua tecnologia a favor de instituições e bancos que outras moedas querem que acabe. Seu meio de distribuição também é muito criticado.

Além do Santander o American Express é um dos grandes bancos que vem inserindo a tecnologia de protocolo Ripple. Nos últimos meses o XRP teve um grande aumento chegando a segunda posição em marketcap, porém já ocupa novamente a terceira posição.

Dentro dos Estados Unidos e do Reino Unido já é possível realizar alguns pagamentos usando o protocolo Ripple.

Como a plataforma surgiu?

Para compreender a importância da XRP, precisamos entender a história da empresa como ela se desenvolveu e quais suas ideias.

Como você viu o Ripple busca se diferenciar de outras moedas sendo controlado por uma empresa centralizadora, a Ripple Labs. Sendo assim, a companhia que trabalha com operações financeiras globais resolveu usar a tecnologia de blockchain para enviar dinheiro de um país para outro.

Enviar dinheiro de um país para outro é muito complicado, demorado e pode passar por diversas instituições. Com o RippleNet, essa transação é instantânea, pode ser verificada rapidamente e possui baixos custos operacionais.

A empresa que desenvolveu esse protocolo é a OpenCoin, ela foi fundada pelo Ceo Chris Larsen e o Cto Jed McCaleb que é especialista em criptomoedas. Atualmente ela lida com inúmeras transações de bitcoins pelo mundo.

No começo de sua carreira Larsen fundou e liderou a empresa financeira E-empréstimo. Outros criadores da Ripple também possuem fundos em bitcoins.

Ripple e o Bitcoin

A XRP possui algumas características parecidas com o Bitcoin, uma delas é a sua unidade que tem um formato digital baseado em cálculos matemáticos semelhantes e uma quantidade limitada que pode ser minerada.

Dessa forma, ambas podem ser enviadas de uma conta a outra sem precisar da ajuda de terceiros proporcionando segurança digital para se proteger contra fraudes e até moedas falsas.

Sendo assim, a Ripple não é uma concorrente ao Bitcoin e sim um complemento no momento das transações. A plataforma foi projetada para autorizar operações com qualquer moeda, entre elas reais, euros, ienes, libras e bitcoins.

Quais as vantagens da Ripple?

Além de oferecer mais opções na hora de conectar a plataforma com os usuários de criptomoedas a Ripple garante transações mais estáveis.

Como atua como uma blockchain, a Ripple não necessita de uma empresa central para organizar e proteger os dados de transações. Assim, não é preciso aguardar longos períodos para ser processada já que a confirmação do bloco é realizada em poucos segundos.

Por ser a terceira criptomoeda mais negociada a XRP permite que transações e pagamentos sejam realizados em tempo real em qualquer parte do mundo. Dessa forma, entre suas principais vantagens podemos citar:

Rapidez

Sua velocidade é maior que qualquer ativo, assim as transações com XRP são realizadas em até 4 segundos

Baixo custo

Se comparada com outras criptomoedas como Bitcoin e Ether ela é a que possui custos mais acessíveis.

Se gostou e desejar investir, você pode comprar as moedas em uma exchange, como a Binance.

Escalável

A rede possui escalabilidade tão alta quanto uma operadora de cartões, chegando a 1500 transações por segundo. Além disso, o aumento das parcerias bancárias favorece o aumento de seu valor, e causa o famoso efeito de rede.

Algumas pessoas confundem a Ripple e a XRP. Entretanto, ela é uma empresa de tecnologia que oferta soluções eficientes para as transferências globais. Dessa forma, ela usufrui da XRP e em seus serviços de envios internacionais.

Além disso, a Ripple controla e organiza o desenvolvimento do XRP Ledger como meio de privilegiar a Internet dos Valores, no qual o dinheiro se movimenta da mesma forma que dados e informações.

Gostou de saber mais sobre a Ripple? Então, deixe o seu comentário. Até a próxima!

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *