O PODER DA BLOCKCHAIN #5: Google já é um dos principais usuários da tecnologia

As criptomoedas, como o próprio bitcoin, têm recebido toda a atenção dos grandes portais, contudo, quem realmente está se destacando como um enorme potencial de investimento para as grandes empresas é sua rede descentralizada, a Blockchain.

Ao longo do ano passado, os investidores ficaram cada vez mais fascinados com o surgimento de criptomoedas e da tecnologia blockchain subjacente que permite a troca dos digitais. A capacidade de registrar transações com segurança tem o potencial de revolucionar qualquer número de indústrias existentes e está sendo explorada por várias grandes empresas de tecnologia.

Embora as estimativas variem, o mercado de tecnologia blockchain pode produzir um crescimento anual composto de 42,8%, atingindo US$ 14 bilhões até 2022. Algumas previsões estão ainda mais entusiasmadas, estimando que o mercado crescerá de US$ 708 milhões no ano passado para US$ 60,7 bilhões até 2024, de acordo com um relatório da Wintergreen Research.

Nuvens na previsão

A Google está trabalhando para desenvolver tecnologia interna de blockchain para suportar seu crescente negócio de computação em nuvem. A empresa poderia usar potencialmente o livro digital distribuído para registrar com segurança as transações processadas on-line e ajudar a proteger as informações armazenadas na nuvem da empresa.

Durante a teleconferência para discutir os resultados financeiros do quarto trimestre de 2017, Sundar Pichai, CEO da Alphabet, anunciou que o Google Cloud “já era um negócio de US$ 1 bilhão por trimestre” e “é o maior provedor de nuvem pública que mais cresce”. O desejo de continuar com esse rápido crescimento dá à empresa um incentivo para oferecer serviços adicionais baseados em nuvem, especialmente aqueles que seus concorrentes mais próximos ainda não ofereceram, como a blockchain.

Uma maratona de compras

Nos últimos cinco anos, a Alphabet está entre os principais investidores em empresas iniciantes que trabalham com a tecnologia blockchain. A empresa fez seis investimentos no espaço através do Google Ventures (GV), uma subsidiária da gigante. Estes incluem o provedor de armazenamento em nuvem descentralizado Storj, a plataforma de negociação de derivativos de criptomoedas LedgerX e a Veem, uma empresa que trabalha com serviços de pagamento digital mais rápidos e mais baratos para empresas de pequeno e médio porte. A GV também investiu na plataforma digital de vale-presente Gyft e na Ripple.

Quando foi contatado sobre seus planos, um porta-voz do Google disse: “Como muitas novas tecnologias, temos indivíduos em várias equipes explorando usos potenciais de blockchain, mas é muito cedo para especular sobre quaisquer possíveis usos ou planos.”

As criptomoedas podem estar recebendo todas as manchetes, mas o futuro potencial da blockchain chegou ao radar do Google. Espere ouvir mais sobre a incursão da empresa no espaço em um futuro muito próximo.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário