Início»Blockchain»Ex-funcionário do Google usa blockchain para criar startup de US$ 500 milhões

Ex-funcionário do Google usa blockchain para criar startup de US$ 500 milhões

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Uma startup taiwanesa liderada por um ex-funcionário do Google pretende empregar a mesma tecnologia que sustenta Bitcoin e Ethereum para abalar o mercado de hotéis e viagens.

Anúncio

A startup de sete anos de idade diz que acumulou centenas de clientes em Taiwan e seu modelo melhora não apenas a segurança, mas também verifica as transações comerciais.

A Owlting construiu um sistema baseado em blockchain para 400 clientes que elimina a reserva dupla de quartos de hotel, registrando em tempo real os estoques de clientes através de serviços online como Expedia.

Com o sistema, os hotéis vão ter mais controle sobre as reservas e vão conseguir monitorar se o cliente não reservou quartos em outros lugares por engano, evitando assim multas e problemas com os hóspedes.

“Obter um novo negócio inovador em Taiwan é realmente difícil. O cenário de capital de risco não é tão vibrante “, disse Wang, de 39 anos, que dirigiu duas outras startups desde que deixou o Google em Mountain View, Califórnia, onde ajudou a manter bancos de dados para a China. “Eu quero provar que Taiwan também pode fazer isso”.

Depois de setes, a startup finalmente está a caminho de se tornar rentável com uma receita anual de US$ 15 milhões, Wang diz que pretende levantar até US$ 500 milhões por meio de uma listagem na bolsa de valores, Nasdaq, até o segundo trimestre do ano que vem.

Leia Também:  O segundo maior investimento de 2018 da bitmain vai para EOS

A OwlTing também investiu na startup taiwanesa CoolBitX, que está montando uma carteira digital para moedas virtuais e tem atraído capital da SBI Holdings.

“Taiwan está bem posicionada para aproveitar essa oportunidade única de se tornar líder global em tecnologia blockchain”, disse Thomas Hu, CEO da Kyber, sediada em Hong Kong.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Segurança: Como ter cautela em meio a tantas ICOs fraudulentas

Próximo artigo

Fabricantes de smartphones estão usando a fama da blockchain como marketing?

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.