O que é Exchange?

Se você está em busca de mais informações sobre bitcoins e criptomoedas, já deve ter encontrada a expressão “Exchange” em suas buscas, não é mesmo? Mas, você sabe o que é uma Exchange e para que ela serve?

Assim como a Bolsa de Valores, que comercializa investimentos, no mercado das criptomoedas também há responsáveis por negociarem essas moedas.

Nesta situação, as responsáveis são chamadas de exchange, que atuam como uma corretora de criptomoedas, negociando diversas moedas como bitcoins e altcoins. Quer saber mais sobre como ela funciona e quais são as melhores? Então, leia este conteúdo até o final.

O que são exchanges?

As conhecidas exchanges são corretoras de cripto ativos, como a Binance, o Mercado Bitcoin ou a FoxBit. Elas são plataformas digitais que ajudam na compra, venda e troca de criptomoedas e tokens. Essas plataformas conectam compradores a vendedores, garantindo que cada um receba o que foi acordado de forma ágil e segura.

Entretanto, é possível que o usuário compre moedas e tokens através de outro detentor. Já nessas transações o grande problema é a confiança no vendedor, já que o envio em criptomoedas é realizado antecipadamente.

Nessa modalidade de negociação diretamente entre comprador e vendedor conhecida como p2p, não há meios para saber a origem dos recursos até chegar na conta do comprador, especialmente quando falamos da moeda fiduciária onde seu valor vem da confiança de quem emitiu o título.

Por mais correta que a contraparte seja, esses recursos podem ter origem duvidosa por algum órgão do governo como o FBI ou a Receita Federal.

Para proteger ambas as partes, surgiu as exchanges, que imitam o modelo comum de corretoras tradicionais, cobrando valores em troca deste serviço de intermediação e pagamento. Dentro das exchanges há o custo jurídico e legal para manter a infraestrutura de funcionamento seguindo todas as leis vigentes.

Como uma exchange funciona?

Como vimos acima a exchange funciona como uma casa de câmbio online. Assim ela atua como uma plataforma centralizado com diferentes criptomoedas e fiats que são as moedas estabelecidas pela regulamentação do governo como real, dólar entre outras.

Sabendo disso, uma questão importante é saber que a exchange possui diferentes formas de trabalho, essas formas podem atuar inclusive simultaneamente. Algumas de suas funções são tão complexas quanto a de bancos. Veja a seguir algumas delas.

Venda direta de criptomoedas

A atividade mais comum de uma exchange é armazenar diversas moedas compradas a baixo custo e venda pela cotação do mercado incluindo sua taxa de serviço. Ela aceita vários tipos de moedas de diferentes países como real, dólar, euro, etc. Dessa forma, os pagamentos podem ser realizados através de sistemas próprios de pagamento como PayPal, pagamentos através de bancos e cartões de crédito, dentre outros.

Trade de Fiat ou criptomoedas

A atividade de trade possui uma lógica diferente nela não é a empresa que vende diretamente para seus usuários, ela atua como intermediária, como o Mercado Livre, por exemplo. Dessa forma, ela ajuda compradores e vendedores a se encontrar e negociar entre si.

Com essa operação, a plataforma liga essas pessoas e cobra um valor em cima dessas operações para o ganho de seus lucros.

Empréstimos de criptomoedas e Fiat

Atualmente algumas exchanges adicionaram a modalidade de empréstimos para seus usuários. Essas moedas podem ser próprias ou de outros usuários, trabalhando como um banco. Assim o dinheiro fica em uma “poupança”, depois o usuário paga uma taxa por esse empréstimo. Ele paga tanto para a exchange quanto para o usuário que emprestou os valores.

Conversão de fiat, ativos e criptomoedas

Nessa modalidade é possível converter bens tangíveis como moedas nacionais ou criptomoedas para ativo de ouro, prata dentre outros. O modelo está ligado ao mercado antigo que possuía um alicerce mais sólido.

Armazenagem

Uma função que é recorrente, mas não podemos deixar de citar é a armazenagem. Consequentemente as exchanges criam carteiras locais para cada uma das moedas dos usuários. Portanto, se a exchange possui 10 tipos de moeda, o usuário irá possuir 10 novas wallets.

É importante avisar que essas carteiras não inseguras e difíceis de controlar. Em caso de falência, por exemplo, a empresa leva consigo todo o seu dinheiro. Então a dica é tirar suas moedas da exchange e guardá-las nas e-wallets, principalmente as que não possuem tanto reconhecimento no mercado.

Assim é possível transferir suas moedas com baixas taxas e para locais próprios e seguros para essa armazenagem.

Como escolher uma exchange?

Com a alta do mercado de criptomoedas estão surgindo no mercado dezenas de novas corretoras de criptomoedas. Muitas delas que apenas entregar um bom serviço, por outro lado, há aquelas que não possuem boas intenções.

Para escolher a sua exchange é preciso muita pesquisa e análise. Então o primeiro passo é pesquisar sua reputação e tempo no mercado. A plataforma Binance é a número 1 do mundo em tamanho e confiança, a brasileira Mercado Bitcoin está entre as 25 exchanges mais confiáveis do mundo para negociar moedas digitais.

Para descobrir a reputação de uma exchange você pode pesquisar em sites de reclamação como o Reclame Aqui. Pesquise os últimos meses, nele você encontrará se a corretora possui muitos usuários insatisfeitos, se ela responde rápido, se está melhorando entre outras informações.

As maiores exchanges do país possuem um alto volume de transações e mantém uma nota média de 8,00.

Antes da explosão de criptomoedas em 2017 as notas eram melhores, mas a enorme procura fez com que muitas empresas não conseguissem atender bem a todos os clientes.

A maioria das exchanges brasileiras contam com uma incrível história sobre sua fundação. Confira essas histórias, analise a data de fundação, seus sócios e CNPJ. Uma exchange que possui mais de 5 anos no mercado dificilmente sairá do mapa.

Por fim, você pode buscar fóruns e comunidade sérias de Bitcoin e criptomoedas Lá muitos membros te mostraram quais exchanges eles usam e quais evitar.

São inúmeras opções e cada uma delas possui objetivos e metas diferentes. Portanto, você deve testá-las para descobrir qual atende suas necessidades da melhor forma.

Se você gostou de saber o que é uma exchange e como uma funciona, deixe o seu comentário e nos conte como ele te ajudou a escolher a sua.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário