O que é MONERO (XMR)?

Você já ouviu falar em Monero? A criptomoeda que foi lançada em 2014 tem uma plataforma semelhante ao Bitcoin, e sua principal característica é dificultar o rastreamento de operações.

Ao contrário de outras moedas digitais, a criptomoeda não surgiu a partir do código aberto do Bitcoin. Sendo assim, ela usa um protocolo novo chamado de CryptoNote.

Atualmente a moeda possui um preço de mercado de mais de US$1,8 bilhões. O valor ainda é muito menor se comparado ao Bitcoin que já está na casa dos US$220 bilhões, porém a moeda segue em crescimento.

Leia este texto até o seu final e conheça mais sobre a nova criptomoeda. Acompanhe!

Como surgiu?

A criptomoeda Monero foi desenvolvida por um time com sete desenvolvedores, onde apenas a identidade de três deles é conhecida, Francisco Cabañas, David Latapie e Ricardo Spagni, que até o momento é o líder do projeto. Os outros integrantes são conhecidos apenas por seus pseudônimos.

Apesar de desenvolvido por meio da tecnologia de código aberto, as vendas da Monero ainda são feitas no completo sigilo. Sendo assim, suas operações não são rastreáveis, protegendo seus usuários e investidores.

O projeto foi criado para solucionar a necessidade do anonimato total e, alcançou esse objetivo.

No ano de seu lançamento, não havia opções de criptomoedas que realizavam suas transações sem rastreamento. Entretanto, hoje isso mudou e outras moedas estão seguindo os passos de sua tecnologia inovadora.

A Monero se apresenta como uma criptomoeda que trabalha independentemente das grandes instituições centralizadoras, como bancos e agências governamentais.

A maior questão das moedas fiduciárias é que o suporte para seu desenvolvimento e avaliação necessita de transparência. Além disso, a Monero ainda deriva seus fundos das ofertas e demandas do mercado, e alguns outros motores da economia global.

Algumas outras maneiras de usar a Monero são:

  • Moeda de troca para a compra de bens e serviços;
  • Permite a negociação de ativos digitais no mercado de moedas virtuais;
  • Pagamentos instantâneos em wallets digitais.

Entre outras.

Como o Monero funciona?

A plataforma Monero é administrada pelo programa Nitrogen Nebula. O programa permite que as transações sejam realizadas sem rastreamento. Todas as negociações são transmitidas pelo Dandelion ++.

Assim toda operação na plataforma é permitida por uma wallet que é a principal opção de armazenamento. Em vista disso, quando os fundos são transferidos de um usuário para outro, eles são mostrados apenas em suas carteiras individuais.

Enquanto isso, as transações são processadas por mineradores que ficam responsáveis pela validação e segurança de todas as entradas na rede. O modelo de protocolo usado no momento é o Prova de Trabalho (PoW).

O modelo é parecido com o ecossistema Bitcoin. Um dos diferenciais da Prova de Trabalho é que o mecanismo exige que as questões matemáticas sejam resolvidas antes que o valor seja criado ou enviado.

Quais são as principais características do Monero?

O Monero possui diversas características parecidas com a blockchain do Bitcoin, principalmente o seu uso como forma de pagamento. Confira abaixo outras particularidades da criptomoeda.

Fungível

Uma das características mais conhecidas da moeda é a sua fungibilidade. Ou seja, seus valores são substituíveis e de valor igual. Assim, 1 monero é sempre idêntico a outro, isso se deve à padronização de medidas do valor que segue o design do token.

Descentralizada

O Monero realiza todas as operações por meio de um método de consenso, e isso permite que não seja necessária uma autoridade centralizadora para gerenciá-la.

Operações rápidas

Outra característica do Monero é o uso de softwares de automação. Dessa forma, as operações são conferidas com base nas vias de certificação que não solicita trabalhos manuais e isso agiliza o período de processamento.

Anonimato

Além dos benefícios que vimos acima, o Monero também conquistou sua boa classificação por ser a moeda que oferece total anonimato. Sendo assim, o valor de XMR em uma wallet Monero não pode ser calculado usando o Monero explorer, pois os detalhes da operação são criptografados.

Como minerar?

Como vimos acima, o Monero usa a Prova de Trabalho em sua mineração. Dessa forma, os mineradores competem entre si para tentar adivinhar a solução necessária para que um bloco seja transmitido no ecossistema.

O minerador que encontrar a solução aceita é recompensando com um valor estipulado de 3,41 XMR. Ao adotar todas essas medidas como base para transações futuras garante que a plataforma é segura e protegida contra fraudes na rede.

Wallets

A wallet Monero foi desenvolvida para o armazenamento de todos os token Monero. Conheça essas opções:

  • Edge- wallet móvel;
  • Moneruio- wallet móvel;
  • Monero GUI- desktop;
  • MyMonero- Wallet web.

Entre outras.

Por que investir em Monero?

Geralmente, as moedas virtuais são famosas por sua variação de valores, o que é um fato. Entretanto, alguns investidores analistas afirmam que quanto mais alto o risco maior o lucro.

Alguns traders concordam que o mercado é conhecido por seus altos e baixos frequentes. Sendo assim, as altas são uma ótima oportunidade para quem adquiriu moedas a preço baixo. Já as baixas são uma chance de comprar a moeda a um preço baixo.

Em qualquer uma dessas situações, o usuário possui dois meios para lucrar. Quem investe em Monero deve usar a wallet correta para essa opção já que elas oferecem mais segurança e também evitam perdas.

Ao usar uma wallet incompatível não significa que os tokens serão perdidos. Apesar de as diferentes wallets serem atraentes para os usuários é sempre necessário armazenar seus fundos fora da bolsa onde você está negociando ativamente. Um local para comprar XMR é na Binance.

Se você está em busca de grandes retornos com Monero, pode ser preciso explorar o mercado e aprender como as negociações de criptomoedas funcionam.

De modo geral, o grande diferencial do Monero (XMR) é o seu anonimato. Ao contrário de outras criptomoedas como o Bitcoin, todos os detalhes de transações, incluindo o remetente, o destinatário e os valores são armazenados em um sistema público, mas são escondidos e não podem ser rastreados.

Quer saber mais sobre o Monero? Então, deixe o seu comentário.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário