O que é Altcoins?

Altcoins

Altcoins ou Alternative Coins, são todas as moedas opcionais ao Bitcoin. Depois que o bitcoin teve sua tecnologia testada e consolidada, outras moedas surgiram.

O objetivo por trás das altcoins é a criação de uma nova possibilidade de moeda  que busca incluir  diferentes características que o bitcoin não suporta.

As altcoins possuem novos protocolos mais confiáveis, edições e acréscimos a linguagem script para facilitar mais instruções, além de outros algoritmos de prova-trabalho, variados estilos de mineração e taxa de recompensa por mineração de blocos reduzida.

Quer saber mais sobre as altcoins e quais são as principais? Então, continue a leitura e conheça essa nova opção no mercado de investimentos.

O que é Altcoin?

Durante muitos anos, investir em criptomoedas se tornou o investimento alternativo mais procurado. E, diferente do que se pensa, o Bitcoin não é a única possibilidade neste mercado. Há outras moedas, e isso é o que define as Altcoins.

Ao falarmos sobre ela, estamos mencionando todas as criptomoedas que não são o Bitcoin. Por isso, o seu nome vem exatamente da ideia de moeda alternativa.

Como as Altcoins englobam uma série de criptomoedas na sua categoria, as Altcoins não possuem características particulares que possam ser universal.

Mesmo assim, apesar da complexidade dessa categoria de ativos, elas podem ser agrupadas de uma maneira diferente para abordar esse universo em relação às opções que o Bitcoin fornece.

Como as Altcoins surgiram?

É quase impossível separar a história das altcoins das outras moedas virtuais. A criação das criptomoedas surgiu a partir de um grupo conhecido por Cyberpunks, o grupo era composto por desenvolvedores que tinham como único objetivo criar uma rede financeira fora do sistema comum. A partir daí, o Bitcoin ganhou espaço e hoje é conhecido no mundo todo.

Depois da consolidação do Bitcoin, outros criadores passaram a apoiar o desenvolvimento de moedas alternativas para concorrer com o bitcoin.  Foi então que surgiram outros estilos de moedas, as chamadas altcoins.

O conceito estrutural da Altcoin é bem parecido com o do Bitcoin, porém ele inclui regras diferentes para a mineração e aplicação.

Além do mais, elas buscam melhorar sua velocidade e criptografia. Entretanto, até hoje nenhuma versão superou a fama da primeira e mais conhecida moeda até aqui.

Quais são as principais Altcoins?

Agora que você já sabe o que são as Altcoins e como elas surgiram, conheça a seguir algumas das principais moedas no mercado. Acompanhe!

Namecoin

A namecoin é uma moeda virtual  famosa por ter sido a primeira bifurcação do código-fonte do Bitcoin. Ela foi lançada em abril de 2011 e usa o mesmo estilo de prova-trabalho do Bitcoin.

Atualmente podemos encontrar cerca de 14 milhões de namecoins espalhadas no mercado. Elas já alcançam o valor de mercado de aproximadamente 7 milhões de dólares.

Ela surgiu originalmente a partir do projeto BitDNS, no qual ele buscava usar a tecnologia, ocasionalmente ela se separou e criou sua própria rede chamada alt chain.

Na rede o usuário pode investir de forma descentralizada a partir de 0,01 NMC, sem que precise uma autoridade central precise guardar os registros de domínio.

Desta maneira, as informações são armazenadas na rede altchain e podem ser acessadas por meio de um navegador com especificações e plugins próprios. A Namecoin foi a primeira criptomoeda a incluir o uso da mineração simultânea que possibilita que um minerador opere em mais de uma rede.

Litecoin

Seguindo o Bitcoin, o Litecoin é a moeda mais famosa e foi derivada de uma divisão do Bitcoin. A criptomoeda trabalho no estilo peer-to peer e teve seu código fonte dividido várias vezes como é o caso do Bitcoin. Lançado em outubro de 2011 o Litecoin possui variações em relação ao Bitcoin.

Dentre as principais diferenças estão a taxa de processamento de blocos (2 minutos e 30 segundos, contra os 10 minutos do Bitcoin) que foi escolhido para dificultar a ocorrência de gastos duplos e o algoritmo de prova-trabalho que diferente do SHA-256 usa script para evitar que GPUs tirassem vantagem sobre CPUs durante a mineração.

Dogecoin

A altcoin Dogecoin foi criada em 2013 como uma moeda que não visava um propósito sério. Entretanto, houve adesão de muitos usuários que viram na moeda uma chance para minerar por uma criptomoeda que não tinha competição.

Os usuário de Dogecoin têm a cultura de utilizar a moeda como forma de angariação de fundos e outras atividades ligadas à filantropia.

Dois de seus usos mais famosos são a ocorrência de patrocínios. Assim o Dogecoin foi usado para patrocinar o corredor da NASCAR Josh Wise e o incentivo de 30 mil dólares em Dogecoin para que o time de bobsled da Jamaica pudesse participar das Olimpíadas de inverno de 2014.

Por que investir em Altcoins?

A vantagem de investir nessas criptomoedas é que elas usam uma tecnologia que já foi validada, dando a elas a alternativa de otimização de todo o sistema.

Outro benefício de ter uma dessas moedas na sua carteira é que existe a probabilidade de alta muito maior que a de Bitcoins. E você pode comprar Altcoins assim como você compra bitcoins, em qualquer exchange, como a Binance.

Entretanto, o risco é proporcional. Caso você invista em algo que dê errado você perderá seu dinheiro. Todavia, em uma carteira com 65% em Bitcoins e o restante em diferentes Altcoins a chance de perda é menor.

Qual o futuro das Altcoins?

Embora as Altcoins sejam um assunto pouco explorado para a grande maioria da população, não podemos negar o crescimento das criptomoedas.

Levando em conta a importância da tecnologia atualmente, a tendência é que as criptomoedas continuem crescendo e ganhando ainda mais destaque no mercado financeiro.

Grandes empresas tradicionais já estão negociando com criptomoedas. Assim, você já pode comprar alguns produtos e serviços com essas moedas.

Além disso, investidores estão em busca de criptomoedas como opção para a diversificação de sua carteira de investimentos como alternativa para valorizar seu capital. Apesar de ser uma opção válida não podemos ignorar que existe uma alta volatilidade, pois, ainda é um mercado com sistema próprio e de difícil controle.

 

Se você gostou de aprender um pouco mais sobre as Altcoins, deixe o seu comentário!

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário