Blockchain para rastreio na agricultura

Blockchain para rastreio na agricultura

A Hen House agricultura, é uma empresa de classificação e distribuição de ovos. A empresa trabalha em conjunto com agricultores locais de Iowa (EUA), e recentemente, se tornou parceira da Bytable – empresa de rastreio de alimentos através da blockchain.

Desde 15 de abril deste ano de 2020, seus ovos vêm com uma novidade. Atualmente todos os ovos vendidos pela fazenda são colocados em caixas com QR codes. Desta maneira, os consumidores e compradores da mercadoria podem rastrear as origens e todos os outros derivados do produto.

O sistema de dados em blockchain consistirá em informações sobre o dia em que o material foi colhido e de qual fazenda, onde foram embalados. Ah! Bem como informações dos agricultores e de suas respectivas certificações.

A empresa ressaltou que: “Acreditamos que a marca registrada da produção de alimentos é a transparência. Então proporcionamos aos nossos clientes a oportunidade de ver e saber exatamente de onde é e de onde vêm os alimentos com nosso novo recurso de rastreabilidade”.

Os ovos são vendidos nacionalmente nos Estados Unidos e em lojas da Target e Instacart.

Blockchain para rastreio na agricultura

Tecnologia de registro distribuído para rastreio

A tecnologia de registro distribuído pode prestar rastreamento avançado em toda a indústria de alimentos, suprimentos e produtos. Portanto, há um número progressivo de empresas grandes e pequenas em busca do serviço de tecnologia de registro distribuído (DLT).

Apenas neste mês, a Nestlé passou a fazer uso da blockchain para rastrear a origem dos grãos de café. Seus grãos são vendidos por sua própria marca de café premium, Zoégas, através de sua associação à Food Trust, plataforma de blockchain da IBM.

Posteriormente, a empresa Nestlé divulgou uma edição limitada de ‘verão 2020’, grãos que são 100% certificáveis da Rainforest Alliance Arábica. Os grãos vieram do Brasil, Ruanda e Colômbia.

A blockchain têm sido usada na agricultura não apenas nos EUA, mas também em outros lugares como a China. A capital de Guangdong, Guangzhou, na China, lançou há pouco um sistema de rastreabilidade agrícola através da tecnologia blockchain. O propósito é que se possa monitorar toda a produção de forma completa, sem violações da segurança alimentar da indústria.

Veja mais em: Blockchain

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário