CEO do Yellow Card relembra perda de suas economias com o LocalBitcoins

CEO do Yellow Card relembra perda de suas economias com o LocalBitcoins

Em seus dias de faculdade, Chris Maurice, o CEO da African Crypto Exchange Yellow Card, disse que colocou as economias de sua vida no Bitcoin (BTC), e pouco depois descobriu que foi roubado!

Maurice disse:

“Bitcoin custava cerca de US$ 200 na época, e eu decidi basicamente que iria despejar toda minha conta de poupança nele.”

Além disso, Maurice disse que tinha aproximadamente US$ 5.000 em suas economias na época, com os quais comprou cerca de 21 BTC. Ele acrescentou dizendo:

“Eu estava segurando tudo no LocalBitcoins, porque essa era a carteira que eu usava na época e realmente não conhecia nada melhor.”

Ele também mencionou uma plataforma popular usada para balcão, ou OTC, Bitcoin transações.

“Você pensaria que eu teria feito um pouco mais de pesquisa antes de simplesmente despejar minhas economias em algo.”

A prática comum da indústria adverte os usuários contra a retenção de grande parte de seu armazenamento criptográfico em exchanges de custódia e carteiras online, pois essas opções representam maiores riscos de segurança e oferecem aos usuários menos controle sobre seus ativos. Usar a autenticação de dois fatores, ou 2FA, nesses tipos de contas também é visto como uma obrigação para a segurança pessoal, embora Maurice tenha admitido que também não fez isso.

“Alguém entrou e pegou tudo, exceto 0,8 [BTC]. Aquele Bitcoin 0,8 que segurei até que começou a subir e depois o vendi 16 dias antes de subir de US$ 1.700 para US $6.000 ou o que for. Então, eu meio que me ferrei dos dois lados disso.”

Além do acidente com o armazenamento de criptomoedas, o CEO também vendeu Bitcoin no eBay em 2015 e construiu uma pequena empresa vendendo o ativo na Taco Bell com seu amigo Justin Poiroux.

Veja mais em: Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário