Charlie Lee: “A democracia é melhor, mas é menos eficiente”

Litecoin é uma das criptomoedas mais populares no mercado. Ele foi projetado para ser uma versão mais leve do Bitcoin, que atinge com um tempo menor de geração de blocos e um maior número de moedas máximas.

Embora o Bitcoin seja quase sempre a primeira criptomoeda a ser adotada por entidades que decidem entrar no universo das criptomoedas, o Litecoin geralmente está na segunda onda nos casos em que a oferta é expandida. Em suma, é uma criptomoeda bem estabelecida e tem uma capitalização de mercado de mais de US$ 8 bilhões.Em uma entrevista na sexta-feira, o criador de Litecoin, Charlie Lee, discutiu a questão da descentralização em criptomoedas.

Este é um assunto que ele leva a sério; em dezembro do ano passado, ele fez o surpreendente movimento de vender todos os seus litecoins. Ele fez isso para evitar acusações de conflito de interesses. Na época, ele explicou: “… sempre que eu tweetar sobre o preço do Litecoin ou mesmo apenas notícias boas ou ruins, eu sou acusado de fazer isso para benefício pessoal. Algumas pessoas até pensam que eu curto LTC! Então, em certo sentido, é um conflito de interesses para mim manter o LTC e twittar sobre isso porque eu tenho muita influência ”.

Ele vendeu suas moedas logo após o Litecoin ter atingido o pico de preço, a US$ 360 cada. O preço do litecoin dispencou após a venda, o que foi surpreendente por duas razões: primeiro porque o movimento de Lee poderia ter sido visto como algo mal ao produto, e segundo porque despejar um grande número de qualquer coisa em um mercado fará com que seu preço caia.

No momento da venda, ele assegurou à comunidade: “Não se preocupe. Eu não vou desistir do Litecoin. Eu ainda vou gastar todo o meu tempo trabalhando no Litecoin. Quando o Litecoin for bem-sucedido, ainda serei recompensado de diversas maneiras, mas não diretamente por meio da posse de moedas.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário