FMI tenta convencer bancos centrais do mundo a aceitar as criptomoedas

De acordo com um post no blog da chefe do FMI, as autoridades em todo o mundo têm sido confusas sobre a posição de “ameaças reais” e “medos desnecessários” no mundo das criptomoedas. Em uma tentativa de descartar isso, o Fundo Monetário Internacional está procurando ser um facilitador para mudar essa mentalidade.

O FMI está buscando uma posição de liderança para convencer os bancos centrais do mundo a acompanhar o dinheiro digital e as criptomoedas no sistema financeiro global.A diretora administrativa do FMI, Christine Lagarde, disse que, para diminuir o fator de risco e, ao mesmo tempo, assegurar que o processo dê frutos, os formuladores de políticas devem trabalhar em uníssono e com a mente aberta para construir um marco regulatório.

Regulamentos altamente necessários

Em 11 de abril, durante uma entrevista, Lagarde disse que eles estão olhando para “algo que está se desenvolvendo rapidamente, e que é altamente volátil, com benefícios e desvantagens”.

Lagarde estabeleceu algumas regras básicas para erradicar o medo do mundo das criptomoedas das mentes das pessoas. Ela afirmou que, em primeiro lugar, o uso ilegal da moeda digital e o uso indevido da inexperiência financeira dos consumidores devem ser resolvidos.

Em segundo lugar, os vários usos e inovações que nascem dos mecanismos digitais devem receber um impulso. Só então o mundo chegará a um acordo com sua natureza. Assim, isso mostra que é uma fusão de regras que protegem e não suprimem a inovação, o que acabará levando à redução de custos.

Moedas digitais não são um risco para o sistema financeiro

As moedas digitais que existem têm uma pegada pequena e, portanto, não são um perigo para o sistema financeiro mundial. Embora tenham poucos elos com o sistema financeiro tradicional, seu potencial para ampliar os riscos e aumentar a transmissão de choques econômicos é alto.

Lagarde anunciou que as pessoas devem permanecer alertas e atentos e que não devem perder tempo para descartar todas as lacunas que restringem os ativos digitais a serem monitorados eficientemente. É muito importante que sejam tomadas medidas para proteger os consumidores, os investidores e a retidão geral do mercado. Junto com isso, recursos como avaliação sistemática de risco e respostas políticas oportunas devem ser analisados.

Segundo ela, as 189 economias que são membros do FMI, estão na posição de desempenhar um papel primordial no desenvolvimento de uma abordagem regulatória estável, agindo como um fórum e dando conselhos preciosos.

Como sabemos, o dinheiro digital é capaz de ser negociado sem a supervisão de qualquer autoridade monetária central, e os comentários feitos pela Lagarde chegaram em um momento em que os reguladores financeiros do mundo estão brigando para descobrir a maneira mais ideal de lidar com as moedas digitais.

Aqui esperamos que a criptomoeda tenha finalmente uma chance e que ela prove seu gradual apoio no mercado!

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário