Mercurius Crypto lança fundo de criptomoedas regulado pela CVM

Mercurius Crypto lança fundo de criptomoedas regulado pela CVM

Ao apostar no potencial de ativos menores, como DeFi, Mercurius Crypto, a casa de análise e pesquisa busca se tornar referência no setor de investimento em criptoativos.

São Paulo, julho de 2021 – A Mercurius Crypto, casa de análise e pesquisa em criptoativos, expande seu portfólio de produtos com o lançamento do primeiro fundo de gestão ativa fundamentalista em cripto regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Com uma estratégia pioneira no Brasil, a aplicação adapta a estratégia de value investing – tese de investimentos comum em ações – para o mercado de criptomoedas. A empresa, que já é conhecida por suas análises do mercado de criptoativos, tem mais de 150 mil leitores em seus reports e já firmou parceria com as maiores exchanges do setor, como Foxbit e Coinext.

Inicialmente, o fundo contará apenas com o capital dos sócios, sendo aberto aos demais investidores ao longo deste ano. Gabriel Faria, CEO da Mercurius Crypto, diz:

“Acreditamos que gestão ativa é o futuro do mercado e queremos estar presentes na largada para sermos os melhores.”

A lista de espera para os interessados em investir já está disponível.

O novo fundo foi desenvolvido em parceria com uma gestora de recursos independente, Value Investors do mercado de ações. Diferente do que os outros players vêm fazendo atualmente, o fundo tem o objetivo de encontrar, também, ativos fora do radar ou de baixo market cap que possuem vantagens competitivas e potencial para serem os melhores em seus segmentos dentro do mercado de cripto.

De acordo com o executivo, criptoativos não são apenas moedas, são também como ações de empresas que geram receita, fluxo de caixa e pagam dividendos. Ele afirma:

“DeFi, por exemplo, que é um dos setores que mais acreditamos dentro de cripto, possui apenas 2 milhões de usuários e gerou mais de 1 bilhão de dólares em receita apenas em 2021. Existe uma alta assimetria entre preço e valor e é nisso que queremos atacar, buscando retornos no longo prazo.”

A ação disruptiva adapta a tese de investimento do Value Investing para este novo mercado, inclusive com hedge (proteção de carteira), outra inovação que deve ajudar a tornar a marca, que até então atuava como casa de análise e pesquisa, referência nacional em gestão de criptoativos. Faria acrescenta:

“O hedge nos permite proteger o portfólio em momentos de irracionalidade do mercado. Quando cai muito, por exemplo, nossas proteções se valorizam, o que gera mais caixa para comprar bons ativos a preços baixos.”

Entre os diferenciais da aplicação, Faria destaca a celeridade em pesquisar e analisar o mercado de criptoativos, ação que permite levantar informações e novidades até três dias antes das demais casas do segmento. O especialista diz:

“As maiores criptomoedas em market cap não são, necessariamente, as melhores. Buscamos os dados na fonte, conhecer os fundadores, representantes e desenvolvedores dos projetos, para assim identificar os ativos que possuem valor, mas que ainda não receberam a devida atenção.”

Em 2020, a análise da equipe em relação ao Ethereum, por exemplo, levou os investidores que acompanhavam os conteúdos da Mercurius a ganhos significativos. Antecipando a expectativa geral, os analistas da casa encontraram mudanças estruturais no ativo que tornavam viável o investimento no preço de 400 dólares. Dentro de apenas seis meses, o ativo chegou a 4 mil dólares. Ele destaca:

“Nossa expertise em produzir conteúdos assertivos nos ajudou a estruturar uma estratégia sólida para encontrar o valor intrínseco dos mais diversos ativos digitais para o longo prazo e, segundo a PwC, os fundos Long Only com seleção de ativos superaram todas as outras estratégias ativas em performance envolvendo cripto nos últimos anos, apesar de representarem apenas 20% do mercado de fundos.”

Diferente de todos os fundos brasileiros que possuem como benchmark, principalmente, o CDI, o novo fundo é o primeiro do mundo a ter como objetivo superar o Nasdaq Crypto Index – NCI, mesmo índice do HASH11, ETF de cripto lançado recentemente na bolsa brasileira. Diferente da maioria dos fundos neste segmento, a aplicação irá investir até 100% do capital em criptomoedas.

Sobre a Mercurius Crypto

A Mercurius Crypto é uma casa de análise e pesquisa em criptoativos. A empresa também atua na estruturação de produtos em cripto. Com o objetivo de disseminar conhecimento sobre criptomoedas, possui forte atuação nas redes sociais. Conta com uma área de pesquisa, a Mercurius Research, e a Mercurius PRO, plataforma de educação em cripto exclusiva para assinantes. Mais informações no site mercuriuscrypto.com e no Instagram, YouTube e Telegram.

Informações à imprensa

Seven PR
[email protected]

Veja mais em: Criptomoedas | Investimentos | Informações

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *