MoneyGram diz que nunca utilizou RippleNet

MoneyGram diz que nunca utilizou RippleNet

MoneyGram, serviço global de transferência de dinheiro, esclareceu a natureza de sua colaboração com seu parceiro de blockchain, Ripple, após a recente investigação deste último pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

Em uma declaração à imprensa, a MoneyGram revelou que nunca utilizou os serviços de contraparte da Ripple, ou seja, On-Demand Liquidity (ODL) e RippleNet, para transações cambiais. A declaração do MoneyGram dizia:

“Como um lembrete, a MoneyGram não utiliza a plataforma ODL ou RippleNet para transferências diretas de fundos de consumidores – digitais ou não. Além disso, a MoneyGram não é parte na ação da SEC. MoneyGram continuou a utilizar suas outras contrapartes de negociação FX tradicionais ao longo da vigência do contrato com a Ripple, e não depende da plataforma Ripple para cumprir suas necessidades de negociação FX.”

Em 2019, Ripple e MoneyGram firmaram uma parceria estratégica para pagamentos internacionais. Como parte da colaboração, Ripple iria investir até $50 milhões em troca de ações da MoneyGram.

No início de 2020, a MoneyGram também revelou um investimento adicional de $11,3 milhões da Ripple. No entanto, a Ripple vendeu cerca de US$15 milhões de sua participação na MoneyGram.

No início do ano, a gigante da transferência de dinheiro lançou um serviço de remessas em tempo real baseado na Visa e não em seu parceiro blockchain.

Outro colaborador da Ripple, a Intermex, também revelou que não estava usando a plataforma da empresa para remessas em seu mercado principal.

A declaração da MoneyGram é a mais recente de uma série de ações tomadas por empresas em relação a Ripple ou XRP. O fundo de investimento Bitwise Asset Management liquidou suas participações no XRP.

Várias exchanges de criptomoedas também começaram a remover o token XRP da Coinbase, supostamente considerando suas opções. As consequências do processo da SEC também exerceram pressão negativa sobre a ação do preço XRP, caindo mais de 30%.

Veja mais em: Blockchain | Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *