Novo aumento de golpes de criptomoedas durante pandemia

Novo aumento de golpes de criptomoedas durante pandemia

Foi identificado pela Comissão Australiana de Valores Mobiliários e Investimentos (ASIC), um forte aumento nos golpes de investimento durante a pandemia de coronavírus. E, ressalta-se que a fraude relacionada a criptomoedas tem sido uma preocupação especialmente particular.

De acordo com o anúncio da ASIC publicado em 24 de junho, todos os tipos de golpes de investimento aumentaram 20% entre março e maio de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019.

Enquanto os cidadãos enfrentam a crise com muita insegurança econômica, os criminosos parecem estar tentando tirar proveito disso. Warren Day, diretor executivo de avaliação e inteligência da ASIC, destacou que os criminosos estariam utilizando táticas milenares de maneiras novas e sofisticadas para atingir as pessoas. Warren disse:

“A ASIC está particularmente preocupada com o risco de consumidores e investidores perderem dinheiro ao comprar ativos criptográficos falsos. A maioria das oportunidades de investimento em ativos criptografados relatados ao ASIC parecem ser fraudes definitivas e não há investimento subjacente real.”

Dinheiro perdido para criminosos pode não ser recuperado

De acordo com o anúncio, os relatos de fraudes forneceram aos watchdogs “inteligência valiosa”. Mas, é extremamente difícil capturar golpistas deste tipo, em especial, aqueles que exercem suas atividades no exterior. Em razão disso, pode ser que os consumidores e investidores que foram enganados, possam não conseguir recuperar os fundos.

Mas, ainda assim, é pedido pela ASIC que as vítimas apresentem seus relatórios de fraudes financeiras e de investimento.

Dentre o padrão conhecido para golpes desse tipo aplicados, grande parte das ofertas de investimento apresentadas pelos criminosos podem parecer mais seguras do que realmente são. Algumas como: solicitações de pagamento de dinheiro a indivíduos ou empresas que usam contas bancárias múltiplas ou que mudam constantemente, endossos falsos de celebridades ou órgãos públicos, incluindo o próprio ASIC, e manobras circulavam por sites de namoro online.

Novo aumento de golpes de criptomoedas durante pandemia

Medo e incerteza

Muitas agências governamentais internacionais já expressaram sua preocupação com o suposto aumento nas fraudes relacionadas a criptomoedas durante a pandemia do COVID-19. O FBI dos Estados Unidos, a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido e os conselhos regionais, e a Comissão de Comércio de Futuros de Commodities dos EUA emitiram alertas desde o princípio da pandemia, sobre as diversas tentativas dos golpistas de capitalizar o clima de medo e incerteza.

Entretanto, alguns dados publicados em abril da empresa forense de blockchain Chainalysis, indicaram que o valor médio das transações recebidas pelas carteiras de golpes relacionados a criptomoedas caiu 30% em março.

Então, isso foi atribuído pela Chainalysis, em parte ao impacto do colapso do mercado de criptomoedas em meados de março. Além disso, a empresa argumentou que as preocupações em torno dos golpes com o tema COVID-19 podem ser exageradas.

Veja mais em: Notícias | Criptomoedas

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.