Por que o Tether não gravou nenhum USDT?

Por que o Tether não gravou nenhum USDT?

A popularidade do Tether (USDT) em seus ativos baseados no Ethereum (ETH), são supostamente, a razão pela qual a empresa nunca gravou um único token.

De acordo com um comunicado recente da Flipside Crypto, infere-se que o Tether não está na prática de queimar seus tokens Ethereum:

“Também podemos ver que nenhum tokens vai para a categoria “burn”. Portanto, isso significa que durante o mês de abril nenhum suprimento de USDT foi destruído. Analisando a história completa do USDT no Ethereum, descobrimos que nenhum símbolo foi queimado.”

Popularidade do Ethereum

O CTO da Tether e da Bitfinex, Paolo Ardoino, argumentou em uma entrevista, que a empresa queima seus tokens nas redes Omni e Tron (TRON), enquanto mantém os tokens ERC20 autorizados, mas não emitidos e não suportados, no “inventário”.

Ardoino acrescentou dizendo:

“Ainda não destruímos o USDT baseado no Ethereum. Até agora, destruímos USDT desnecessários em Omni e Tron. O Ethereum tem sido o blockchain mais popular nos últimos meses e a demanda por USDT com base no ERC20 tem sido alta. Consequentemente, quando os resgates foram processados, a Tether reteve esses USDts em seu estoque autorizado, mas não emitido – e não lastreado – para demanda futura do mercado.”

A explicação dada por Ardoino, supostamente endossa o que a ideia inicial inferia, de que o Tether não está na prática de queimar seus tokens Ethereum. Entretanto, pensa-se que possivelmente, poderia ser melhor que a empresa queimasse e emitisse novos tokens. E assim, ajudar a aliviar o ceticismo predominante sobre suas políticas de reservas.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário