Venezuela cria lei para permitir o uso da Petro pela populão em comércios locais, incluindo a aquisição de bens e serviços.

Um plano do governo para combater as sanções econômicas está entrando em vigor na Venezuela depois que o parlamento aprovou uma lei sobre a regulamentação de ativos de digitais. A lei, originalmente proposta pelo ditador do país, Nicolás Maduro, dá efeitos legais à petro, suposta moeda digital lastreada ao petróleo da Venezuela.

Venezuela cria lei para permitir o uso da Petro
Venezuela cria lei para permitir o uso da Petro em comércios locais

Em comunicado divulgado pelo Ministério de Comunicação e Informação do país, a nova lei, aprovada pela Assembleia Nacional Constituinte em 20 de novembro, permite o uso do petro em transações comerciais dentro da Venezuela, incluindo a aquisição de bens e serviços. A lei consiste em 64 artigos e cinco disposições transitórias, disse.

Andrés Eloy Méndez, chefe da comissão especial sobre regulação de criptomoeda, é citado no comunicado do Ministério dizendo que “esta lei é fundamental para quebrar o bloqueio financeiro e comercial imposto pelos Estados Unidos e outras potências contra a Venezuela”.

Ele ressaltou que o petro ajudará a “estabelecer novas relações comerciais com o mundo” contornando o sistema bancário global, que tem sido usado pelo governo dos EUA para impor sanções econômicas contra a Venezuela “e [para] subjugar o povo”.

A criptomoeda nacional da Venezuela começou a ser vendida em 29 de outubro, mas a única prova de propriedade é um certificado de petro de compra emitido pelo estado. 

Fonte: News.bitcoin.com

Deixe um comentário