Início»Criptomoedas»Bitcoin»Aniversário do Bitcoin: Um pequeno resumo da história

Aniversário do Bitcoin: Um pequeno resumo da história

9
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Aniversário do Bitcoin: Um pequeno resumo da história dos 10 anos dessa que é a primeira e principal criptomoeda do mundo.

Foi uma longa jornada de um conceito abstrato em um white paper de 9 páginas para uma economia de US$ 200 bilhões, com 2.000 tipos de criptomoedas e o potencial para derrubar o setor financeiro.

Aqui está tudo o que você precisa saber sobre o bitcoin.

Esse é o aniversário do Bitcoin e você sabe como ele funciona?

Tudo começou com um white paper intitulado “Bitcoin: um sistema de dinheiro eletrônico peer-to-peer”, escrito por uma pessoa desconhecida ou um grupo de pessoas usando o nome Satoshi Nakamoto. Em 31 de outubro de 2008, Nakamoto enviou o link de acesso ao documento de 9 páginas para uma lista de e-mails de especialistas em criptografia.

O documento detalha o uso de uma rede peer-to-peer para permitir que pagamentos on-line sejam enviados de uma parte para outra sem depender de uma instituição financeira. No sistema, cada proprietário transfere o bitcoin para outro, criando uma assinatura digital e um registro de data e hora exclusivos. Todas as transações são publicadas em toda a rede, mas os usuários mantêm a privacidade mantendo seus endereços de bitcoin anônimos.

É como assinar um pacote na sua porta antes de passá-lo para o próximo endereço – com todo o histórico de entrega registrado e criptografado com segurança. Desta forma, as transações podem ser verificadas sem uma parte central e os proprietários são impedidos de enviar a mesma moeda digital para mais de um destinatário.

O que é mineração de bitcoin?

Em última análise, o fornecimento de Bitcoin é limitado a 21 milhões de moedas, com novas unidades sendo distribuídas em circulação ao longo do tempo – desta forma, funciona como uma reserva de valor, um pouco como o ouro. Mineração é o processo de gerar novas moedas como recompensa para construir e manter o gigantesco livro público de todas as transações de bitcoin que ocorreram.

Sempre que alguém envia um bitcoin para outro, a transferência tem que ser validada por mineradores, que podem ser qualquer computador que esteja executando o software de mineração do bitcoin. Esses computadores competem uns contra os outros para serem os primeiros a aprovar um novo lote de transações resolvendo um problema matemático complexo como parte do código bitcoin – com o mais rápido “ganhando” todo o dinheiro. Atualmente, existem mais de 17 milhões de bitcoins em circulação e cerca de 1.800 bitcoins são criados a cada dia.

A mineração de Bitcoin evoluiu de uma atividade de quarto para produção em larga escala, realizada por chips especializados conhecidos como ASICs (circuitos integrados específicos de aplicativos). Mineradores normalmente reúnem o poder do computador nos chamados grupos de mineração para aumentar suas chances de ganhar novas moedas. A Bitmain, com sede em Pequim, a maior fabricante mundial de plataformas de mineração de bitcoin e operadora das duas maiores empresas de mineração do mundo, entrou com pedido de abertura de capital em Hong Kong para que suas ações possam ser negociadas na bolsa de valores chinesa. Se tudo der certo, ela será a primeira cripto empresa sendo negociada em bolsa de valores.

Quais são os marcos e eventos principais do bitcoin?

Em janeiro de 2009, Nakamoto lançou o bitcoin como código-fonte aberto e criou e minerou os 50 primeiros bitcoins, minerado o primeiro bloco da rede bitcoin conhecido como “bloco gêneses”.

Em maio de 2010, Laszlo Hanyecz, um programador da Flórida, gastou 10.000 bitcoins em duas pizzas, na primeira transação comercial conhecida usando bitcoin. Na taxa atual, essas pizzas custam quase US $ 64 milhões. Esse dia se tornou o primeiro cripto feriado do mundo, sendo comemorado pela comunidade todos os anos como o Bitcoin Pizza Day.

Leia Também:  CONHEÇA A HISTÓRIA E COMO FUNCIONA O BITCOIN E AS CRIPTOMOEDAS
Aniversário do Bitcoin
Aniversário do Bitcoin: Um pequeno resumo da história

Os primeiros grandes usuários do bitcoin foram os mercados negros, como o Silk Road, que permitia que os usuários comprassem e vendessem drogas, incluindo heroína, LSD e maconha, e só aceitavam bitcoin como pagamento. Em outubro de 2013, o FBI apreendeu cerca de 26.000 bitcoins do mercado da darknet durante a prisão de seu fundador, Ross William Ulbricht.

Em fevereiro de 2014, a Mt Gox, que já foi a maior bolsa de bitcoin do mundo, declarou falência depois que a empresa de Tóquio percebeu que havia perdido um total de 850.000 bitcoins – no valor de cerca de US $ 460 milhões na época – em uma aparente invasão. Cerca de 18 meses depois, a polícia japonesa prendeu o presidente do Mt Gox, Mark Karpeles, acusado de fraude e peculato.

Em agosto de 2017, o bitcoin se dividiu em duas versões – uma é o bitcoin com o qual estamos familiarizados e a outra é uma nova criptomoeda chamada bitcoin cash, que oferece um aumento de oito vezes na capacidade de transação. Esse foi o resultado de argumentos rivais na comunidade sobre como adaptar o bitcoin para permitir que ele processasse mais transações.

A China, que já foi o maior mercado de bitcoins do mundo, proibiu as exchanges de criptomoedas em setembro de 2017, em meio a temores de caos financeiro.

Os preços do bitcoin têm sido uma loucura ao longo dos anos, com alguns altos e baixos ligados a grandes eventos. Ela valeu US $ 1 inicialmente em fevereiro de 2011, ultrapassou a barreira dos US $ 100 em abril de 2012 e atingiu US $ 1.000 em novembro de 2013. No final do ano passado, a bitcoin alcançou o recorde de quase US $ 20.000 antes de perder US $ 127 bilhões no mercado total de capitalização. Atualmente, é comercializado em uma faixa de US $ 6.000 a US $ 7.000.

Aniversário do Bitcoin
Aniversário do Bitcoin: Um pequeno resumo da história

O que vem a seguir para o bitcoin e outras criptomoedas?

A longa história do bitcoin, que já dura uma década, inclui golpes, lavagem de dinheiro, assaltos cibernéticos, especulação selvagem e outros riscos. Mas isso não impediu os investidores cotidianos e os profissionais de Wall Street de despejar seu dinheiro na criptomoeda à medida que se aproximava da aceitação geral.

Os desenvolvedores estão trabalhando para aumentar a capacidade de transação limitada do bitcoin – atualmente com apenas 7 transações por segundo – e entre as soluções populares está uma tecnologia chamada Lightning Network, que cria um sistema em cima da rede bitcoin para lidar com pequenos pagamentos.

A invenção do Bitcoin também destacou a tecnologia de contabilidade distribuída que a sustenta – conhecida como blockchain. A tecnologia Blockchain está agora por trás de mais de 2.000 criptomoedas, como ethereum, ripple e EOS, que juntas têm um valor de mercado de US $ 200 bilhões, segundo a CoinMarketCap.

Os desenvolvedores estão explorando aplicativos para muitas dessas blockchains, desde videogames até redes sociais e plataformas de armazenamento de dados. Governos e grandes instituições também estão construindo seus próprios blockchains para lidar com coisas como contabilidade, cadeias de suprimentos e gerenciamento de identidade.

Hoje o Aniversário do Bitcoin marca 10 anos de muito estudo, garra e superação da criptomoeda e da comunidade que a sustenta e os sinais são promissores de que ele estará ainda maior no seu 20º aniversário daqui a 10 anos.

Fonte: Scmp

Referência: Aniversário do Bitcoin

 

Artigo anterior

Análise de desempenho: Dogecoin em queda livre?

Próximo artigo

Exchange brasileira tem contas bancárias reabertas por ordem judicial

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.