Após banir as ICOs, Tailândia revela nova regulamentação para o mercado de criptomoedas

A Comissão de Segurança e Intercâmbio da Tailândia divulgou uma estrutura abrangente para a regulamentação do mercado de criptomoedas do país. As leis abrangem ICOs, pares comerciais de criptomoedas aprovados e taxas de licenciamento para operadores de mercado. Os regulamentos anunciados em 8 de junho de 2018 entram em vigor no final do mês.

Regulamento da ICO

Em maio de 2018, a Tailândia baniu as ICOs, ao mesmo tempo em que renunciava aos 7% planejados anteriormente para as transações de criptomoedas. Os novos regulamentos da ICO revogam a proibição, ao mesmo tempo em que estipulam condições estritas que devem ser atendidas pelas futuras ICOs. De acordo com o decreto da SEC, as empresas que desejam conduzir uma ICO devem indicar o tipo de token emitido e outras informações pertinentes sobre investimentos.

O decreto também estipulou que os portais da ICO devem supervisionar suas ofertas por pelo menos um ano, com um capital mínimo de 5 milhões de baht (cerca de US$ 157.000). O decreto também afirmou:

Cada oferta da ICO pode ser oferecida a investidores institucionais e de patrimônio líquido limitado, mas o investimento é limitado a 300.000 baht para investimento de varejo por pessoa e por projeto da ICO, ou não mais que 70% do valor total. de tokens oferecidos.Sequela da decisão de 13 de maio de 2018 de que as moedas virtuais podem ser classificadas como ativos digitais, a SEC tailandesa aprovou sete moedas digitais para serem usadas como pares comerciais. Elas são o Bitcoin, o Bitcoin Cash, o Ethereum, o Ethereum Classic, o XRP, o Litecoin e o Stellar.

Segundo a SEC tailandesa, essas moedas foram escolhidas com base em sua credibilidade e liquidez, entre outros parâmetros.

Dez empresas devem solicitar licenças de operação, cinco das quais são plataformas de câmbio e as outras cinco são de corretoras. As exchanges de criptomoedas devem solicitar uma licença antes de 14 de agosto de 2018.

Taxas de Licenciamento

As novas regulamentações tailandesas de criptomoedas também contêm uma análise abrangente das taxas de licenciamento para os operadores do mercado. Conforme exigido pelo Ministério das Finanças do país, as empresas de câmbio de moeda digital devem estar registradas na Tailândia. Além disso, essas empresas pagarão taxas iniciais de inscrição de 5 milhões de baht. A taxa cobre as operações de distribuição de token e de criptomoedas.

O capital mínimo para serviços de câmbio centralizados é de 50 milhões de baht (US$ 1,57 milhão). Para exchanges e corretores descentralizados, o capital mínimo é de 5 milhões de baht e 10 milhões de baht (US$ 314.000), respectivamente. O ministério também estipulou capitais mínimos para corretores, 1 milhão de baht (31.400 dólares) e concessionárias, 5 milhões de baht.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Relação Bitcoin x ouro
Bitcoin

Relação Bitcoin x ouro

De acordo com o estatístico Willy Woo, o Bitcoin (BTC) pode em breve se “separar” dos ativos tradicionais, à medida que uma relação de ouro

Leia Mais »

Deixe um comentário