Universidade pagou US$ 1,14 milhão em Bitcoin após ataque com ransomware

Universidade pagou US$ 1,14 milhão em Bitcoin após ataque com ransomware

De acordo com um relatório recente da BBC News , a Universidade da Califórnia em São Francisco pagou aos hackers US$ 1,14 milhão em bitcoin após um ataque de ransomware no início deste mês.

Acredita-se que o grupo de ransomware Netwalker esteja por trás do ataque que criptografou os dados nos servidores da Faculdade de Medicina, tornando-os temporariamente inacessíveis. Enquanto os hackers exigiram pela primeira vez US$ 3 milhões, após negociações na dark web com a UCSF, eles concordaram com um resgate de US$ 1,14 milhão.

Depois que a universidade transferiu 116,4 bitcoins para as carteiras eletrônicas de Netwalker, recebeu uma ferramenta de descriptografia para desbloquear os dados bloqueados pelo ataque.

Universidade pagou US$ 1,14 milhão em Bitcoin após ataque com ransomware
Universidade pagou US$ 1,14 milhão em Bitcoin após ataque com ransomware.

Embora a universidade não tenha especificado quais dados foram afetados, um comunicado divulgado em seu site informa que atualmente não acredita que os registros médicos dos pacientes foram expostos. O incidente também não afetou as operações de prestação de assistência ao paciente ou o trabalho relacionado ao COVID-19, de acordo com a universidade.

A UCSF disse à BBC News que agora estava ajudando o FBI em sua investigação, enquanto também trabalhava para restaurar os dados retirados. O grupo Netwalker também foi vinculado a ataques de ransomware contra outras duas universidades nos últimos meses.

Traduzido e adaptado de: coindesk.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário