Início»Criptomoedas»Aumenta o interesse por criptomoedas no Cazaquistão

Aumenta o interesse por criptomoedas no Cazaquistão

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Diferentemente da blockchain, que está sendo muito bem aceita pela a maioria esmagadora das nações ao redor do mundo, as criptomoedas sofrem constantemente com leis, regras e sanções que inibem o seu uso, contudo, a população de alguns países aproveitam da tecnologia inovadora para resolver problemas que às velhas moedas fiat possuem e que até o momento nenhum grande governo ou banco conseguiu resolver.

Anúncio

De acordo com o mecanismo de buscas russo Yandex, o país da ásia central, Cazaquistão, anda muito interessado na blockchain e também em criptomoedas, já que as buscas feita por esses termos só aumentaram nos últimos meses.

Segundo o portal local, Zakon, que solicitou a pesquisa, as buscas feitas pela palavra “criptomoeda” no Cazaquistão aumentaram quase 15 vezes em 2017. Com os meses de Junho e Setembro, sendo os campeões de pesquisas.

Os usuários buscaram no Yandex sobre exchanges de criptomoedas, onde comprá-las, como minerar e também sobre as ICOs, entre outros termos.

Já a consulta “o que é Bitcoin?” foi feita mais vezes em dezembro, pois foi um período onde o preço da moeda digital atingiu vários recordes, chamando a atenção de investidores ao redor do mundo, incluindo o Cazaquistão.

Havia também termos como “os alunos de escola podem trabalhar com o Bitcoin?”, “O que é Blockchain?” e “Quanto se ganha com mineração?”. Mostrando que o interesse pela criptomoeda atinge até os mais novos, como adolescentes que ainda estão na escola. Além disso, o bitcoin não é o único foco da população, tendo em vista que eles também demonstraram interesse pela a blockchain.

Leia Também:  Alguém está roubando sua CPU. E Agora o que você vai fazer sobre isso?

Também houve um aumento de aproximadamente dez vezes nas pesquisas sobre “placas de vídeo para mineração”.

Contudo, ao que parece, o governo do Cazaquistão também mostrou um interesse em criptomoedas além blockchain, já que nos últimos meses várias medidas foram tomadas para que seja construído um ambiente amigável para essas inovações.

Ainda em em outubro do ano passado, o Centro de Finanças Internacionais da Astana, Capital do país, assinou um acordo com uma empresa maltesa chamada Exante para que possa ser desenvolvido um mercado de criptomoedas no país e explorar o lançamento de uma possível criptomoeda fiat chamada “CryptoTenge”.

Esperamos que mais países possam enxergar o bitcoin e às altcoins como uma boa oportunidade para ultrapassar os limites existentes das moedas fiats habituais, tendo em vista que com criptomoedas, todos os processos são muito mais simples, seguro e baratos.

Deixe-nos saber nos comentários abaixo sobre sua opinião a respeito da aceitação, tanto do governo como também da população do Cazaquistão, a respeito das criptomoedas. Você acha que mais países poderiam seguir esse rumo e o que falta para que as criptomoedas possam ser aceitas por mais nações?

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Paypal apresenta patente de sistema que trabalha com criptomoedas

Próximo artigo

Governador do Banco da Inglaterra diz que o Bitcoin falhou como moeda

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.