Espanha: Autoridades exigem a empresas nomes e contas de cripto usuários

As autoridades fiscais espanholas enviaram pedidos de informações sobre investidores em criptomoedas a mais de 60 empresas, segundo uma fonte na mídia local.

De acordo com a fonte, as autoridades entraram em contato com 16 bancos, cerca de uma dúzia de exchanges de criptomoedas e empresas que operam caixas eletrônicos com criptomoedas e mais de 40 empresas que aceitam pagamento online por moedas digitais.

A agência está buscando informações detalhadas sobre transações de criptomoedas e as partes envolvidas em sua execução. Os detalhes solicitados incluem as identidades dos clientes das empresas, as informações da conta bancária e do cartão de crédito e os valores e taxas de câmbio envolvidos nas transações.

A fonte da agência tributária descreveu as solicitações de dados como um prelúdio para investigações e monitoramento potencialmente mais formais, acrescentando que a agência já está realizando análises sobre o uso doméstico de criptomoedas.

A notícia surge em meio a um aumento de interesse entre as agências tributárias globais em criptomoedas, que segue a alta do mercado para mais de US$ 800 bilhões em valor no primeiro trimestre de 2018.

Além disso, na Espanha, a notícia acompanha os esforços do Ministério da Fazenda, que abriga a agência tributária a tratar do bitcoin e outras criptomoedas em um boletim oficial publicado em março. Na época, os funcionários do governo procuraram notavelmente vincular a tecnologia ao crime organizado, exigindo maior supervisão e fiscalização.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário