Binance e Huobi bloqueadas pelos maiores motores de busca da China

Binance e Huobi bloqueados pelos maiores motores de busca da China

Recentemente, foi relatado que o Banco Popular da China (PBOC) acelerou sua repressão às criptomoedas e negócios relacionados. As razões apresentadas pelo banco foram que são altamente especulativos e carecem de valor real.

O PBOC ordenou que as instituições financeiras e plataformas de pagamento não processassem transações relacionadas à criptomoedas. Eles também baniram as exchanges de criptomoedas que, em sua maioria, oferecem negociação de alavancagem aos usuários chineses. No entanto, eles não impediram as pessoas de manter os ativos.

De acordo com os últimos desenvolvimentos, algumas das maiores exchanges de criptomoedas, que incluem Binance, Huobi e OKex, foram bloqueadas pelos principais mecanismos de pesquisa da China.

Uma pesquisa dessas exchanges no Baidu e Sogou não retorna resultados. Wu Blockchain deu a notícia e revelou que as maiores plataformas de mídia social na China também bloquearam essas plataformas de câmbio de Criptomoedas.

Não foram apenas os motores de busca que bloquearam as três principais exchanges, mas também as redes sociais, como Weibo (Twitter da China) e Zhihu (quora da China).

Em um comunicado explicando o bloqueio, o Weibo revelou que sua decisão é baseada nas novas leis, regulamentos e políticas relevantes.

Repressão às Criptomoedas na China

A China foi a principal culpada pela queda do mercado que aconteceu em 2018. A partir de 2017, eles iniciaram ações repressivas nas exchanges de criptomoedas locais para tirar um mercado que respondia por cerca de 90 por cento do comércio global de Bitcoins.

Em 2019, eles voltaram a enfatizar sua posição contra a criptomoedas, declarando que bloqueariam o acesso a todas as exchanges de criptomoedas nacionais e estrangeiras e proibiam os ICOs. Três órgãos da indústria – a National Internet Finance Association of China, a China Banking Association e a Payment and Clearing Association of China colaboraram no esforço, citando que os contratos comerciais não são protegidos pelas leis chinesas. Segundo eles, as criptomoedas não têm valor real e seus preços são manipulados.

Nas medidas recentes, os três órgãos da indústria instaram seus membros a não abrir contas, registro, liquidação e seguro, negociação e compensação relacionadas à criptomoedas.

Binance era muito popular entre os comerciantes chineses, permitindo-lhes abrir contas online. Também os ajudou a converter o Yuan chinês em criptomoeda usando as negociações ponto a ponto nos mercados de balcão. As transações foram feitas através da Alipay ou WeChat Pay e bancos. Essa mudança tornará difícil para os chineses comercializarem criptomoedas, o que pode adicionar mais FUD ao já frágil mercado.

Traduzido e adaptado de: crypto-news-flash.com

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *