Bitcoin contra o COVID-19

Bitcoin contra o COVID-19

Em meio à pandemia de coronavírus, várias instituições e governos se uniram para resolver o problema. Porém, algo que chamou bastante a atenção foi o Bitcoin contra o COVID-19, uma surpresa positiva vinda da mobilização da comunidade cripto. Até mesmo a Cruz Vermelha recorreu ao BTC.

Temos muitas notícias de “início”, mas nenhuma de fim definitivo do surto. Vemos manchetes como “USP iniciou desenvolvimento de vacina” ou “início de codificação do DNA do vírus”. Pelo jeito ficaremos nos “inícios” por muito tempo até uma solução ser apresentada.

Vendo este cenário calamitoso, houve o Bitcoin contra o COVID-19, uma forma de combate o surto pelos próprios participantes da comunidade cripto. Dessa forma, foram deixados de lado acadêmicos, indústrias farmacêuticas e até governos.  Muito ousado, não é mesmo? Esse é o estilo do Bitcoin!

A iniciativa partiu do grupo CoroHope, e doações em criptomoedas estão sendo coletadas visando a tão sonhada vacina contra a doença. Além disso, foi declarado que o grupo conta com um biólogo experiente, sendo capaz de desenvolver o que está sendo prometido. Foi afirmado que ele tem experiência na suficiente que o certificam pela FDA.

O apoio ao Bitcoin contra o COVID-19

Um dos grandes pontos da comunidade Bitcoin é sua união, e iniciativas como esta tendem a serem bem recebidas. De fato, Mark Friedenbach, co-fundador da Blockstream, deu seu aval para o grupo atuar na área. No Twitter, Mark afirma que o movimento não é uma farsa.

O porta-voz da CoroHope afirmou precisar de toda a ajuda possível para solucionar o problema. Dessa forma, convocou programadores especialistas em Bitcoin para ajudar no caso, além de apontar que os apoiadores originais do projeto são “Bitcoiners”, e acreditam no potencial da cripto para ajudar o mundo.

No entanto, o grupo prevê problemas com a própria FDA, pois existem regulamentos rigorosos e lentos que podem atrasar muito o trabalho deles. Além disso, segundo o grupo, esse atraso é muito perigoso, principalmente quando falamos de uma doença altamente contagiosa.

Governos foram lentos demais

O grupo apresenta uma crítica forte à OMS e aos governos, pois demoraram demais para decretar o estado de pandemia. Além disso, segundo o grupo, isso poderá custar muitas vidas a mais para o surto, algo que poderia ter sido facilmente evitado.

Esse argumento é um dos pilares da descentralização praticada pelo Bitcoin, que de fato pode ser o futuro de nossa civilização (se os governos não nos matarem primeiro). A complacência dos governos deixou o COVID-19 se tornar esse mostro que é hoje, atingindo o estado de pandemia global.

No entanto, podemos enxergar o lado bom até mesmo neste caso, onde vemos pessoas comuns tomando atitudes contra o surto da doença. Dessa forma, esperar por legisladores não é mais uma opção para elas, e este também é o intuito do Bitcoin contra o COVID-19: cansamos de esperar as autoridades agirem, vamos concretizar a solução nós mesmos.

Porém, podemos esperar que essa iniciativa seja rotulada como inadequada pela mídia. Isso sempre aconteceu na história da humanidade, e muitas vezes foram essas pequenas revoluções que nos salvaram dos desastres.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário