Bitcoin é o favorito para investimentos

bitcoin é o favorito

O mercado de criptomoedas está em alta no início de 2020. Como era de se esperar, o Bitcoin é o favorito no quesito investimento mundial. Nessa semana, ele teve uma alta de 8%, o que elevou seu valor para a casa dos US$ 9000. O Bitcoin é tido como a primeira moeda virtual, mas só ficou interessante em 2014 por conta de uma alta de 1900%.

Mesmo parecendo que existem poucas criptos no mercado, ao todo são somadas mais de 5000. Porém, nenhuma consegue fazer tanto sucesso quanto o Bitcoin. Veja uma lista de outras criptos que também são interessantes para investir:

  • Bitcoin Cash: Essa criptomoeda foi criada para substituir o Bitcoin. Assim, sua principal finalidade é ser um pouco mais rápida em transações;
  • Ethereum: É uma das criptos mais valiosas do mercado. Além disso, foi criada para agir na plataforma blockchain;
  • Litecoin: Ela tem o mesmo funcionamento do Bitcoin, mas sua diferença está na mineração. Ao contrário da primeira, pode-se minerá-la com mais facilidade.
  • Ripple: A Ripple trás uma proposta muito interessante: permite pagamentos com código aberto. Da mesma forma, realiza transação com segurança e sem cobrança de taxas;
  • Zcash: Se você gosta do anonimato e de privacidade, essa é a criptomoeda perfeita. Criada em 2016, seu ideal é manter sua identidade escondida.

Bitcoin é o favorito por conta do Halving

Não é de hoje que o Bitcoin é o favorito para investimentos, no entanto esse favoritismo está crescendo cada vez mais. Para entender o que é Halving e qual sua importância, devemos entender como o preço do Bitcoin funciona.

O Bitcoin é uma criptomoeda que precisa ser minerada. Assim, existe um número”limitado” deles por ai. Para minerar essa cripto, é necessário resolver equações matemáticas complexas. Dessa forma, temos máquinas específicas para essa atividade. Não é qualquer computador que pode conseguir um Bitcoin.

Sempre que uma mineradora consegue resolver um problema matemática complexo, ela é recompensada com um Bitcoin. Esta nova moeda é alocada na blockchain e pode ser comercializada. Porém, temos um grande problema nesse cenário: quanto mais Bitcoins são minerados, mais difícil se torna a equação matemática.

Dessa forma, temos que, ao passar do tempo, essa moeda virtual vai ficando cada vez mais escassa. É como qualquer recurso natural que temos no planeta. Esse fenômeno de escassez causa um aumento em seu preço, e eventualmente pode fazer o valor dessa moeda disparar.

O Halving

Outro fator que colabora muito no processo de escassez é o Halving. Em suma, esse evento vai diminuir pela metade a recompensa das mineradoras. Assim, somando a crescente dificuldade de minerar a moeda com a menor entrada dela no mercado, temos a fórmula para um “boom” em seu preço.

Sem dúvida nenhuma, o Bitcoin é o favorito em 2020, pois é nesse ano que está previsto o Halving. Porém, sua popularidade também irá aumentar a visibilidade de outras criptos, principalmente as citadas no início deste artigo. Ao que tudo indica, 2020 será o ano das criptomoedas em todo o mundo. Alguns especialistas estão afirmando que será a entrada, de uma vez por todas, delas na economia mundial.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário