Bitcoin sobe, Coinbase cai

Bitcoin sobe, Coinbase cai

A Coinbase parece ter um problema de capacidade. Os usuários têm apontado há anos que, quando o Bitcoin e outros ativos criptográficos são especialmente voláteis, a exchange às vezes fica offline sem aviso prévio. Essas interrupções podem impedir os clientes de comprar ou vender seus ativos e são geralmente vistas de forma desfavorável pelos comerciantes.

Entre março e novembro, a exchange registrou nove problemas diferentes, levando a vários tipos de interrupções ou problemas de conectividade, embora o impacto direto sobre o cliente não seja claro em alguns casos. Os problemas variam aparentemente em seu grau de gravidade. A principal atualização de status postada pela Coinbase durante esse período é:

“Coinbase.com está enfrentando problemas de conectividade.”

Quatro dessas ocorrências coincidiram com a ação volátil do preço do Bitcoin.

Em abril, a Coinbase relatou problemas de conectividade. Em uma atualização de seu status publicada posteriormente, Coinbase.com parecia ter sofrido problemas entre 10h00 e 12h30 no fim do mês. O preço do Bitcoin mudou 4,54% durante essa janela de tempo.

Em 9 de maio, a Coinbase notificou o público de outra dificuldade, afirmando novamente:

“Coinbase.com está enfrentando problemas de conectividade.”

No entanto, desta vez o preço do Bitcoin mudou 15,26% entre 17h e 18h PDT – a janela de tempo mostrando dificuldades, com base no status, que também incluía detalhes adicionados publicados vários dias depois.

A terceira instância correlacionada com a ação de preço notável do Bitcoin aconteceu em 1 de junho, quando a Coinbase mais uma vez notificou o público sobre problemas de conectividade. Este incidente aparentemente impactou os usuários em algum nível entre 16h00 e 17h00 PDT, período durante o qual o Bitcoin movimentou 6,94% no preço. Nos dias que se seguiram a este incidente em particular, alguns clientes da Coinbase deixaram a plataforma, a julgar pelas retiradas de Bitcoin.

Além disso, a Coinbase também sofreu outro problema de conectividade em 28 de julho entre 2h e 4h30 PDT, durante o qual o Bitcoin movimentou 3,82% no preço.

No entanto, nem todos os problemas da Coinbase coincidiram com os principais dias de oscilação dos preços do BTC. A Coinbase notificou o público sobre os problemas em 16 de novembro:

“O site e os aplicativos móveis não carregam.”

O Bitcoin mudou apenas cerca de 1,72% no preço durante a janela de tempo declarada dos problemas, embora tenha sido o suficiente para provocar mais indignação dentro da comunidade comercial. Problemas de conectividade também ocorreram em 28 de maio, 17 de julho, 18 de agosto e 11 de novembro, durante os quais o Bitcoin movimentou menos de 3% no preço durante cada incidente.

Contudo, o CEO da empresa, Brian Armstrong, twittou que a Coinbase tinha como objetivo resolver os problemas.

A exchange de criptomoedas BitMEX também tem um histórico de problemas de desempenho durante grandes oscilações de preço do Bitcoin.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *