Blockstack e Algorand apresentam linguagem de smartcontracts ‘mais segura’

Blockstack e Algorand apresentam linguagem de smartcontracts 'mais segura'

A Algorand, protocolo de proof-of-stake, e a empresa de software blockchain Blockstack divulgaram que estão trabalhando em parceria em um novo projeto de código-fonte aberto, que tem o objetivo de dar suporte ao desenvolvimento de uma linguagem de smartcontracts de nome “Clarity”. Foi afirmado pelas duas empresas que as linguagens atuais de contratos inteligentes não proporcionam devida segurança para a demanda da indústria em crescimento.

No início deste ano, cerca de US$ 1 bilhão se encontrava bloqueado nos mercados de finanças descentralizadas (DeFi). Assim, é feito o uso de smartcontracts para aprimorar serviços financeiros, tais como crédito e empréstimos.

No anúncio feito no dia 10 de junho, Algorand e Blockstack destacaram a importância do desenvolvimento de uma linguagem alternativa de smartcontracts:

“Criado especificamente para as necessidades dos desenvolvedores que trabalham em transações de alto risco na casa das centenas de milhões de dólares, que exigem mais previsibilidade e confiabilidade do que as soluções atuais”.

As duas empresas de blockchain já tem grande experiência com a ciência da computação e pesquisa acadêmica em criptografia. O responsável pela criação de Algorand é o professor e criptógrafo do MIT Silvio Micali, que ganhou do Prêmio Turing em ciência da computação e do Prêmio Gödel em ciência da computação teórica. Na Blockstack, o time conta com o Dr. Muneeb Ali na liderança, que é Ph.D em ciência da computação pela Universidade de Princeton.

Diferença entre Clarity e os atuais smartcontracts

De acordo com o Dr. Ali os smartcontracts existentes possuem “requisitos radicalmente diferentes”, especificamente ao falar sobre a verificabilidade e segurança. Ele diz que há a necessidade de uma “atualização séria” antes de um maior desenvolvimento DeFi. Ele prevê isso para que seja possível fornecer um código seguro e eficaz aos aplicativos mais populares da tecnologia.

Em 2016 houve o importante incidente do DAO no blockchain Ethereum. Ocorrências como estas elevam as apostas nessa atualização.

De acordo com a publicação, o Clarity possui uma linguagem que “os desenvolvedores podem saber, com certeza matemática, o que um programa fará e não fará com antecedência.”

Blockstack e Algorand apresentam linguagem de smartcontracts 'mais segura'

Contudo, a Algorand e Blockctack disseram que o uso de linguagens “indecidíveis” impossibilita completamente o entendimento prévio do comportamento de um contrato pelos desenvolvedores. A atualização para esse novo tipo de contrato com decidibilidade “resolve um obstáculo importante que atualmente impede o uso sério e em larga escala”. O Dr. Micali disse também que o Clarity irá inovar a confiabilidade por empresas em governos.

Além da parceria para a criação do Clarity, a Algorand e a Blockstack também tem a intenção de procurar uma solução para fazer melhorias na comunicação e operacionalidade entre cadeias, com o objetivo de acabar com a consolidação de “jardins murados” no espaço da cadeia de blocos.

Outras propostas de linguagens

Então, no ano passado, a empresa de software Digital Asset criou a DAML (Digital Asset Modeling Language) de código aberto. Além disso, o banco digital da Tencent, WeBank, divulgou recentemente estar analisando sobre a adesão da DAML para seu consórcio blockchain FISCO BCOS, cadeia esta que irá sustentar a rede nacional de serviços baseados em blockchain da China.

Veja mais em: Blockchain | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.