Busan lança aplicativo de identificação baseado em blockchain

Busan lança aplicativo de identificação baseado em blockchain

Busan, uma das maiores cidades da Coréia do Sul, realizou o lançamento de aplicativo de identificação que usa blockchain publica para conferir os dados dos cidadãos.

A Coinplug – startup coreana que trabalha na sanbox da zona livre de leis da blockchain da cidade – foi responsável pela criação do aplicativo. Foi usada para desenvolvimento o blockchain Metadium e sua tecnologia Identificador Descentralizado para alimentar o aplicativo.

O sistema permite que os dados dos usuários sejam armazenados nos seus dispositivos e apenas uma prova criptográfica é enviada ao blockchain. Esse projeto chega no ponto de equilíbrio entre a privacidade e a necessidade de criação de registros à prova de violações. E, que normalmente só é atingido por meio de servidores centralizados que contém todos os dados.

Diversos dados governamentais não presenciais poderão ser acessados pelos cidadãos, o que tem sido de extrema importância nesse momento de pandemia. Está incluído o uso o Busan Citizen ID, além de outros cartões inteligentes disponibilizados pelo governo. Além disso, o aplicativo contem uma carteira de criptografia. Assim, seguindo o trabalho da Coinplug para incluir pagamentos através de moedas criptográficas nas agências postais da Coréia do Sul.

Busan lança aplicativo de identificação baseado em blockchain

Busan e blockchain

De acordo com um relatório de 2018, a digitalização dos serviços do governo vêm acontecendo muito antes do blockchain ganhar popularidade. Um representante da Coinplug revelou que a escolha de Busan para uma plataforma descentralizada é parte de um grande interesse de inovação tecnologia da cidade, em que o blockchain possui extrema importância.

O desenvolvimento de projetos que envolvem blockchain foi regulado pelo sandbox de Busan. E então, no último mês de 2019, houve o lançamento de uma criptomoeda local criada em parceria com a KT, um dos mais conhecidos fornecedores de telecomunicações da Coréia. Em julho de 2019 havia sido revelado que esse era um dos objetivos iniciais da zona livre de regulamentação.

Antes disso, em fevereiro de 2019, a cidade se juntou com a Hyundai Pay para desenvolver o fintech na cidade.

No geral, o país inteiro possui uma boa relação com o blockchain, em que Moon Jae-in, presidente da Coréia do Sul, observou em julho de 2019 a posição de frente do país sobre a regulamentação da blockchain, mostrando que dados pessoais são um dos principais usos.

A empresa coreana LG também realizou alterações na identificação baseada em blockchain, revelando a possibilidade de uso de todas as funções de login executadas por uma blockchain.

Veja mais em: Blockchain | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *