Cambojanos ainda aguardam moeda digital do Banco Central

Cambojanos ainda aguardam moeda digital do Banco Central

Camboja foi manchete, no início do ano, quando o Banco Central anunciou que lançaria uma moeda digital nacional baseada em blockchain no primeiro trimestre de 2020. Chamada de “Bakong”, um mês após o terceiro trimestre, a moeda ainda não se tornou totalmente operacional.

Em 27 de julho, o diretor-geral do Banco Nacional do Camboja, Chea Serey, disse em entrevista que o Bakong havia sido lançado este mês em caráter experimental. E, que agora deverá estar operacional neste trimestre — provavelmente antes do terceiro trimestre, terminando em 30 de setembro.

Apoio de 11 bancos nacionais

Serey disse em declaração:

“Bakong desempenhará um papel central ao colocar todos os participantes no espaço de pagamento no Camboja sob a mesma plataforma. Assim, facilitando o pagamento final dos usuários finais, independentemente das instituições com as quais eles bancam. Eventualmente, esperamos permitir o pagamento além-fronteiras através do sistema Bakong também.”

Apresentando o sistema de moeda digital Bakong como “o gateway de pagamento nacional para o Camboja”, Serey observou que outros bancos deverão aderir ao projeto em um futuro próximo. Ademais, Serey acrescentou dizendo:

“Estamos nos estágios finais da implantação.”

Shin Chang Moong, presidente do Banco Comercial de Phnom Penh, disse em entrevista para repórteres, que o banco implantaria o Bakong em todas as suas filiais. Além disso, Chang Moong observou que o desenvolvimento da moeda digital “demorou um pouco mais do que o esperado, porque estávamos garantindo que o sistema fosse o mais útil e conveniente possível para os usuários”.

Mais barato e mais conveniente

Chang Moong afirmou que o Bakong seria mais barato e mais conveniente em comparação aos métodos convencionais de pagamento e transferência de moedas:

“Alguns temem que os bancos possam perder parte de sua fatia de mercado para Bakong. Isso é parcialmente verdade, pelo menos no curto prazo. No entanto, nosso setor é relativamente imaturo em termos de número de provedores e usuários de serviços. Bakong acabará por criar ecossistemas financeiramente inclusivos, dos quais todas as partes interessadas do setor possam se beneficiar.”

Bakong não será descentralizado como uma criptomoeda privada. No entanto, a carteira usada para a moeda será vinculada às contas bancárias dos usuários para facilitar a troca por moeda forte. E, todas as transações serão processadas em tempo real, com registros armazenados em o banco central.

Segundo Chang Moo, a introdução do Bakong ajudará a definir um padrão nacional para o uso do código QR. Como moeda digital iniciada pelo banco, ela também foi projetada para permitir “possibilidade zero de especulação”.

À medida que a comunidade financeira global aprende mais sobre os detalhes da moeda, muitos outros bancos centrais do mundo provavelmente seguirão o exemplo. Então, em resposta ao notável desenvolvimento da moeda digital do Banco Central em andamento na China, o Banco do Japão também acelerou sua própria pesquisa sobre um possível Iene digital.

Veja mais: Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário