CEO da Ethereum critica celular que minera

CEO da Ethereum critica celular que minera

O co-fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, manifestou sua opinião sobre a mineração de criptomoedas através de telefones celulares, e não foi nada positivo.

Buterin tweetou dizendo que a mineração em celulares era um “jogo de bobos”. Acredita-se que Vitalik estava fazendo referência ao comunicado da HTC para permitir que os usuários minerem o Monero (XMR) por meio do Exodus, o seu telefone blockchain.

Buterin não parou por aí: “Isso vai contra tudo o que sabemos sobre economia de hardware, é mais fácil enganar os usuários com falsas esperanças do que ajudá-los.”

Entretanto, Buterin acredita que investir para que telefones possam realmente minerar possa ser bastante propício.

Mineração de Criptomoedas em telefones

Mineração por telefone dividiu opiniões

A ideia de poder minerar criptomoedas através do telefone definitivamente dividiu opiniões, principalmente no twitter. Alguns se preocuparam com que o conceito de mineração de criptomoedas por telefone fosse minimizado, como casos do Ardor, em que a mineração era feita através de telefones android.

Um usuário destacou a quantidade de processamento (CPU) necessária pra minerar: “é pior quando o rico fica mais rico só porque pode comprar hardware”. O o co-fundador da Ethereum respondeu:

“Como se o Proof-of-Work (PoW) fosse um trabalho árduo à ferro e fogo, e não só ficar sentado enquanto o hardware (que você comprou porque é rico) trabalha para te dar mais dinheiro.”

Ainda neste mês a HTC comunicou sua parceria com a empresa Midas Labs que trabalha com design de chips ASIC. A intenção da HTC é que os custos e mineração possam ser reduzidos, e que assim o trabalho possa ser feito também em dispositivos móveis.

No comunicado sobre sua parceria com Midas Labs, a HTC destaca funções do aplicativo. É informado que aplicativo pararia automaticamente a mineração sempre que o telefone estivesse sendo usado ou quando não estivesse conectado em fonte de energia.

Veja mais em: Criptomoedas

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *