CEO da PayPal, Dan Schulman: em 20 anos “não haverá mais cartões de crédito”

O CEO do PayPal, Dan Schulman, falou sobre as criptomoedas, a Amazon e o futuro da Venmo na conferência TheStreet’s Investor Boot Camp em Nova York.

Durante uma entrevista, o CEO da PayPal Holdings, Inc., Dan Schulman, deu sua opinião sobre tudo, desde blockchain até os concorrentes da Venmo na conferência TheStreet’s Investor Boot Camp em Nova York.

Schulman se tornou presidente do PayPal em 2014 e é CEO desde 2015. Anteriormente, atuou como presidente de grupo de crescimento de empresas na American Express.

Aqui estão três principais argumentos da palestra de Schulman:1. Cuidado com as criptomoedas

Schulman disse que, embora seja um grande defensor da tecnologia blockchain, o PayPal e sua plataforma de pagamentos móveis Venmo não oferece suporte de criptomoedas para proteger seus usuários, ao contrário de concorrentes como o aplicativo da Square Cash.

“Não queremos ser uma parte dos consumidores perdendo grandes quantias de dinheiro”, disse Schulman.

O PayPal permite que os usuários transfiram moeda digital da plataforma de criptomoedas Coinbase, uma vez que ela foi transferida para moeda fiduciária, “mas não vamos ajudar principalmente os golpistas que prejudicam os consumidores”, disse Schulman.

2. Concorrência PayPal

Enquanto a Amazon.com lança o Amazon Payments, concorrente do PayPal, e o aplicativo de pagamentos digitais Zelle concorre com a Venmo, Schulman disse que a competição “é como a gravidade – há sempre uma competição por aí”.

“Nenhuma empresa vai ter empresas de pagamento digital, com certeza”, disse Schulman.

Ele também disse que Venmo é fundamentalmente diferente de Zelle, em que o tamanho médio de transação de Zelle é de cerca de US$ 300 e acontece cerca de uma vez por mês, enquanto os usuários de Venmo transferem quantidades menores de dinheiro com mais freqüência, cerca de quatro a seis vezes por semana.

“Eu nunca menosprezo o que meu concorrente está fazendo”, disse Schulman. “Acho que temos um grau saudável de paranóia”.

3. Em 20 anos, os cartões de crédito não existirão

Schulman disse que, à medida que plataformas digitais como PayPal e Venmo se tornam mais populares no setor de serviços financeiros, os métodos tradicionais de pagamento, como cartões de crédito, serão substituídos por alternativas digitais.

“Daqui a vinte anos, não haverá mais cartões de crédito, na verdade”, disse Schulman. “Por que tê-los quando você pode ter um código QR ou tablet NCR?”

Naquela época, ele disse, todos terão um smartphone, permitindo que os consumidores tenham “conectividade total a um preço muito baixo”.

Haverá sempre um “instrumento de financiamento” por trás desses métodos de pagamento digital, mas, em vez da cor de um cartão de crédito, Schulman disse que os consumidores se importarão mais com a proposta de valor das opções de serviços financeiros.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário