Início»Mineração»Cidade americana pretende banir mineradoras de seus territórios

Cidade americana pretende banir mineradoras de seus territórios

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A mineração ilegal de criptomoedas surgiu como a principal metodologia geradora de dinheiro para muitos hackers, mas mesmo as empresas que tentam expandir as moedas digitais legalmente estão enfrentando alguns problemas.

A cidade de Plattsburgh, Nova York, está considerando a proibição da mineração de criptomoedas dentro dos limites da cidade, não devido a qualquer atividade ilegal, mas porque o poder elétrico que é usado para minerar o dinheiro virtual poderia potencialmente causar um enorme vazamento na rede elétrica local. Atualmente, há apenas uma única operação de criptomoedas na cidade, mas recentemente outra foram localizadas nas proximidades e criaram um receio adicional. Empresas podem começar a surgir e a companhia elétrica pode não conseguir suportar a demanda.

Plattsburgh BTC é uma operação de mineração de bitcoin na nuvem que vende contratos de mineração para pessoas interessadas e, em seguida, distribui os fundos criados para aqueles que compraram. Ao contrário da mineração ilegal de criptomoedas que sequestra o poder de processamento de computadores desavisados ​​instalando malwares, a Plattsburgh BTC é uma operação completamente legítima, mas sua mera presença fez com que a cidade considerasse proibir tais operações.

“Eles não estão realmente preocupados com o nosso uso de energia porque usamos tão pouco” disse David Bowman, CEO da Plattsburgh BTC ”mas essas grandes operações estão entrando e usando enormes quantidades de energia de repente. E, infelizmente, fomos apontados como culpados por tudo isso porque essas operações não são da área e podem ser difíceis de combater”.

Já a empresa Bowman, que opera com apenas 20 máquinas de mineração de bitcoin, citou uma operação maior na cidade vizinha de Massena que usa 15 megawatts de energia, o que é mais do que Plattsburgh usa, como uma das razões pelas quais essas operações surgiram no radar da cidade.

Leia Também:  Vitalik Buterin, CEO da Ethereum, prevê o uso do Bitcoin Cash (BCH) nas lojas de conveniência

Agora a expectativa é que as mineradoras possam provar para o governo da pequena cidade que não usam tanta energia para que suas operações não sejam barradas. Você acredita que mais cidades e países vão tomar atitudes semelhantes como a da cidade de Plattsburgh? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

JPMorgan declara criptomoedas como "fatores de risco" para o banco

Próximo artigo

Filho do repper Ol 'Dirty Bastard pretende lançar ICO

1 Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.