Climatetrade usa Algorand na luta contra mudança climática

Climatetrade usa Algorand na luta contra mudança climática

O mercado de blockchain Climatetrade, construirá sua nova plataforma de compensação de carbono CO2 em Algorand, um projeto de criptomoeda top 50 que está buscando escalabilidade e desempenho transacional.

A Climatetrade anunciou recentemente que selecionou o blockchain Algorand para alimentar seu mercado de compensação de carbono, que é projetado para ajudar as organizações a alcançar a neutralidade de CO2 – um pilar fundamental na luta contra as mudanças climáticas.

Além disso, de acordo com o CEO Francisco Benedito, a empresa está se baseando no Algorand por sua “arquitetura flexível, baixas taxas de transação e escalabilidade de desempenho transacional”.

Algorand é o 49º maior projeto de criptomoeda com um mercado total de cerca de $393 milhões. Seu token ALGO é negociado atualmente por cerca de $0,34.

Fundada em 2016, a Climatetrade permite que as empresas compensem sua pegada de CO2 comprando créditos de carbono diretamente na plataforma. Também prepara relatórios de sustentabilidade específicos da organização, que estão se tornando mais importantes na era da responsabilidade social corporativa, ou CSR.

As considerações de RSE também se tornaram um importante impulsionador do chamado movimento de investir com consciência. Os investimentos ESR, ou estratégias que levam em consideração os fatores ambientais, sociais e de governança de uma empresa, já foram um movimento de nicho nos mercados financeiros. Esta é agora uma indústria de trilhões de dólares.

As entradas líquidas em fundos ESR chegaram a US$71 bilhões no segundo trimestre, impulsionadas principalmente pelo interesse em investimentos sustentáveis.

A Climatetrade supostamente garantiu €1 milhão, ou $1,21 milhão de dólares, em investimentos iniciais para seu mercado de CO2. A Borderless Capital, que financia negócios líderes na categoria usando a tecnologia Algorand, é um de seus patrocinadores.

Veja mais em: Blockchain | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *