Coinbase levantará US$1,25 bilhão para investidores institucionais

Coinbase levantará US$1,25 bilhão para investidores institucionais

Coinbase, a exchange de criptomoedas, sediada nos Estados Unidos, busca levantar US$1,25 bilhão em fundos por meio de uma proposta de oferta privada para compradores institucionais.

De acordo com o comunicado, a oferta será na forma de notas seniores conversíveis com vencimento em 2026, disponíveis apenas para investidores institucionais que administrem um mínimo de $100 milhões em títulos emitidos por outras empresas. Esses investidores são definidos como tal de acordo com a Regra 144A da Lei de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

Uma nota conversível sênior é um título de dívida que dá a seu detentor o direito a um fluxo de pagamentos de juros. A Coinbase descreveu os termos específicos de sua oferta:

“A Coinbase também espera conceder aos compradores iniciais das notas uma opção de 30 dias para comprar um valor principal adicional de $187,5 milhões em notas exclusivamente para cobrir lotes excedentes. As notas serão obrigações seniores não garantidas da Coinbase e acumularão juros pagável semestralmente em atraso e terá vencimento em 1º de junho de 2026, a menos que seja previamente recomprado, resgatado ou convertido. As notas serão conversíveis em dinheiro, ações ordinárias Classe A da Coinbase ou uma combinação das mesmas, por opção da Coinbase.”

De acordo com o edital, os juros e a conversão inicial serão fixados no preço da oferta. Desde o comunicado, os mercados continuaram a reagir mal às ações da Coinbase (COIN), que já haviam caído para US$245 em conjunto com uma queda de 35% no preço do Bitcoin (BTC).

O desempenho inferior da COIN continua apesar dos resultados excepcionais da exchange no primeiro trimestre, que foram divulgados uma semana antes da cotação direta da empresa na Nasdaq em meados de abril. O volume de negócios cresceu 276%, com a receita trimestral atingindo US$1,8 bilhão.

No entanto, alguns analistas julgam que o preço das ações da Coinbase provavelmente cairá para tão baixo quanto $100, alegando que “a empresa não deve atender às expectativas de lucro futuro embutidas no preço das ações”. A análise se baseia na expectativa de que, mesmo com ganhos impressionantes no primeiro trimestre, os concorrentes e potenciais listagens públicas futuras por outras empresas de criptomoedas provavelmente reduzirão suas receitas futuras.

Veja mais em: Criptomoedas | Investimentos | Notícias

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *