CoinShares abre para auditoria pública seus cofres de criptomoedas de US$ 1 bilhão

CoinShares abre para auditoria pública seus cofres de criptomoedas de US$ 1 bilhão

CoinShares, uma empresa que administra mais de US$ 1 bilhão em ativos de criptomoedas, está abrindo suas reservas para uma auditoria pública. O serviço é prestado pela firma de contabilidade Armanino, que fornecerá um estado atualizado de reservadores para vários produtos comercializados eletronicamente emitidos pela XBT Provider, uma subsidiária da CoinShares.

Em uma entrevista, o COO Richard Nash, disse que espera que isso lhe dê uma vantagem sobre seus rivais, como Grayscale:

“Somos capazes de trazer conforto aos nossos stakeholders, sejam eles investidores ou pessoas que nos olham através das lentes regulatórias normais.”

Ele disse ainda que em determinado momento, aproximadamente, 70% das reservas ficam presas a um custodiante, enquanto o restante é utilizado para negociação e empréstimo. Tanto Nash quanto Noah Buxton, blockchain e líder de prática de ativos digitais na Armanino, acreditam que esta é a primeira vez que uma empresa de investimento neste espaço abre suas reservas para auditoria pública.

O Provedor XBT oferece vários produtos negociados em bolsa lastreados em Bitcoin (BTC), Ether (ETH), Litecoin (LTC) ou XRP. O investidor pode resgatar as notas emitidas pela empresa para os ativos digitais subjacentes menos as taxas.

Os ativos da escala de cinza sob gestão são cinco vezes maiores do que a CoinShares. Embora a empresa não forneça uma auditoria pública ao vivo de suas reservas, todo o seu portfólio está trancado com a Coinbase, que atua como custodiante.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário