Contraste entre Bitcoin e o ouro: o coronavírus como divisor de águas

Contraste entre Bitcoin e o ouro

O ouro é tido como um “porto seguro” em tempos de crise econômica global, porém isso não está acontecendo agora. No entanto, o Bitcoin, mesmo depois de algumas oscilações de preço, se mostrou bastante estável. Esse contraste entre o Bitcoin e o ouro só foi possível por causa do coronavírus: uma doença que está impactando todo o sistema econômico do globo.

A queda do ouro bateu recordes negativos para o ativo,  um cenário que não se via desde 2013. No entanto, o senso comum foi posto a prova, pois o ouro deveria ter uma alta em meio a crise, não cair junto com ela. Isso mostra, por exemplo, que o ouro está muito mais entrelaçado com as bolsas do que imaginávamos.

O ouro estava sendo negociado a US $ 1.682 por onça no dia 24 de fevereiro de 2020, mas caiu para US $ 1.585 a onça. Este ponto mostra outro contraste entre o Bitcoin e o ouro, pois essa queda é muito pequena para o criptoativo, mas para um ativo “estável” como o ouro já é um “escândalo”.

Dessa forma, tudo indica que o ouro não faz sua função quando a crise não tem origem na baixa liquidez ou inflação. Além disso, tudo aponta que ele só irá diminuir ainda mais no futuro próximo.

O contraste entre o Bitcoin e o ouro apresentado pelo coronavírus

Embora os amantes do ouro critiquem veementemente o Bitcoin, eles nunca poderiam negar as vantagens da moeda digital sobre o metal precioso. De fato, o BTC não precisa ser transportado por aí em caminhões ou carros, ou seja, nunca ficaria preso em algum lugar por causa de quarentena.

No entanto, isso não impediu a queda do BTC logo depois de uma alta repentina. Porém, esse cenário dá a entender que o criptoativo “faz o que quer”, ou seja, não existe correlação com nenhum tipo de mercado.

Esse fato está dividindo a opinião dos investidores sobre o BTC ser ou não um melhor hedge do que o ouro. Alguns apontam que o BTC é melhor a longo prazo; outros ainda preferem investir no ouro. Porém, devemos levar em conta que o BTC conseguiu resultados muito melhores e mais consistentes do que o ouro.

No entanto, mesmo em meio ao gigante contraste entre o Bitcoin e o ouro, existe um ponto em que eles irão se encontrar: nas flutuações pós estabilização do BTC. De fato, quando o amadurecimento do Bitcoin ocorrer, suas flutuações de valor serão bem parecidas que as do ouro, segundo analistas.

Resumo da história

Em resumo, podemos dizer que os indícios apontam que o Bitcoin é um hedge melhor do que o ouro no longo prazo. Além disso, o contraste que existe entre o Bitcoin e o ouro mostram que o primeiro é mais interessante do que o segundo, por conta de ser digital.

Outro ponto importante é que o ouro aparenta sofrer os mesmos problemas que as bolsas em crises globais. Mas isso só acontece quando a crise não tem relação com inflação ou liquidez. Já o BTC segue regras obscuras e tem seu próprio caminho entre as crises, o que pode intimidar alguns investidores.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário