Coreia do Sul cobra 20% de imposto sobre criptomoedas

Coreia do Sul cobra 20% de imposto sobre criptomoedas

O Ministério das Finanças da Coréia do Sul está considerando impor um imposto de 20% sobre a receita proveniente de transações com criptomoedas, disseram autoridades na segunda-feira.

O Ministério da Economia e Finanças ordenou recentemente que seu escritório de imposto de renda revise um plano de tributação para criptomoedas, segundo autoridades. Anteriormente, o escritório de imposto predial do ministério havia revisado o plano.

O movimento levantou especulações de que o governo pode categorizar os ganhos do comércio de criptomoedas como outras receitas, não ganhos de capital.

Uma autoridade do governo, que falou sob condição de anonimato, disse que o Ministério das Finanças não finalizou seu plano de tributar criptomoedas.

Mas existe a possibilidade de o governo impor um imposto de 20% sobre as criptomoedas, disse o funcionário.

Atualmente, outras receitas incluem ganhos resultantes de palestras, compras de loterias e prêmios.

Coreia do Sul cobra 20% de imposto sobre criptomoedas
Coreia do Sul cobra 20% de imposto sobre criptomoedas.

Em novembro do ano passado, a agência tributária da Coréia do Sul impôs 80,3 bilhões de won (US$ 69,2 milhões) em imposto retido na fonte ao Bithumb Korea.

Vidente, o maior acionista da Bithumb Holdings, disse em um documento regulamentar que confirmou a decisão do Serviço Nacional de Tributação (NTS) sobre a retenção na fonte de clientes estrangeiros.

A Bithumb Korea – a maior exchange de criptomoedas da Coréia do Sul, operada pela Bithumb Holdings – planeja tomar medidas legais contra o imposto retido na fonte, de acordo com Vidente.

De acordo com a lei, um empregador que paga salário, pensão e outras receitas é obrigado a reter o imposto de renda no momento do pagamento e pagá-lo ao governo.

A decisão do NTS significa que o Bithumb Korea deve pagar o imposto retido na fonte ao governo em nome de seus clientes estrangeiros e que o Bithumb Korea deve receber o dinheiro de seus clientes estrangeiros. (Yonhap)

Traduzido e adaptado de: koreatimes.co.kr

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário