Criminoso é preso pela polícia por agressão sexual

Criminoso é preso pela polícia por agressão sexual

Foi divulgada a prisão do co-fundador do provável sistema de criptomoeda chamado Ponzi BitClub. Russ Albert Medlin, preso no sul de Jacarta irá responder sobre acusações de acusação de abuso sexual de menores.

Contudo, a informação dada pelo sistema local de notícias, Jacarta Globe, revelou que Medlin foi preso na segunda feira. Yusri Yunus, chefe de polícia do local disse que foram feitas à polícia “sugestões do público de que mulheres menores de idade eram frequentemente vistas” na casa de Medlin. Então, ao fazer um procedimento de vigia na residência dele, policiais observaram a movimentação de 3 adolescentes no local:

“Os policiais interceptaram e interrogaram três mulheres menores de 15 e 17 anos. Eles admitiram que o dono da casa os havia contratado para fazer sexo com ele.”

Em vigor desde o ano de 2014 no país, A Lei de Proteção à Criança, a lei prevê prisão de até 15 anos para criminosos que praticam tais atos contra crianças e adolescentes.

Condenação de Medlin por abuso sexual

Medlin já foi condenado em 2006 e em 2008 por praticar crimes do tipo. Nessas duas outras vezes, as condenações foram feitas pelo Tribunal Distrital do Estado de Nevada, após abusar sexualmente de criança de 14 e guardar imagem do crime.

Ademais, no final de 2019, a polícia americana condenou três homens que foram acusados de fazerem parte do esquema Ponzi BitClub, e agora Medlin também poderá ser condenado. Roma Hutajulu, responsável por coordenar as investigações criminais da polícia de Jacarta, declarou:

“Continuaremos processando Russ Albert Medlin, de acordo com a lei na Indonésia. Enquanto ele aguarda um pedido de extradição da Embaixada Americana, que está se comunicando conosco através do adido legal do FBI.”

Veja mais em: Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.