Início»Mineração»Dificuldade para minerar 1 Bitcoin cai e despesas diminuem

Dificuldade para minerar 1 Bitcoin cai e despesas diminuem

6
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Dificuldade para minerar 1 Bitcoin cai e despesas diminuem, mas será que é suficiente para fazer a mineração voltar a ser lucrativa?

A dificuldade para a mineração de Bitcoin caiu 15,3% no início de dezembro, demonstrando o segundo declínio mais profundo já registrado. A queda trouxe um alívio para os mineradores que lutam para manter suas operações depois da queda nos preços do mercado.

De acordo com Sam Doctor, da Fundstrat Global Advisors, a menor dificuldade reduz os custo para minerar 1 Bitcoin.

“Nosso modelo sugere que o custo em dinheiro da mineração de cada 1 BTC com uma Antminer S9 é agora de US$ 4.500, abaixo dos US$ 5.300 de setembro”, escreveu ele.

Dificuldade para minerar 1 Bitcoin
Dificuldade para minerar 1 Bitcoin cai e despesas diminuem

Embora este seja um desenvolvimento acolhedor para as mineradoras, o ponto de equilíbrio ainda é muito maior que o preço atual de mercado, o que significa que pequenos empreendedores cripto continuarão deixando o mercado.

O preço do Bitcoin está em US$ 3.850 no momento da edição dessa matéria, com queda de mais de 1% desde o início do dia. A moeda está com um suporte em US $ 3.800, embora uma vez ultrapassada, o preço pode voltar aos valores da ultima terça-feira em US $ 3.732.

Leia Também:  Cidade americana pretende banir mineradoras de seus territórios

Já a resistência fica em US $ 3.900 – US $ 3.920, zona de congestionamento que inclui SMA50 no gráfico de 1 hora. Ele precisa ser atingindo antes que o preço possa avançar para US $ 4.000.

Fonte: Fxstreet

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Itaú faz parceria e lança plataforma blockchain para empréstimos na América Latina

Próximo artigo

A mineradora e exchange japonesa GMO só listará Bitcoin Cash ABC

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.