Diminuição no número de fundos de criptomoedas

Alguns dados estatísticos mostraram que o número de fundos de criptomoedas estão diminuindo. O estudo foi realizado pela Bloomberg, onde foi notado 70 fechamento até dezembro de 2019. Não se sabe ao certo o motivo, mas supõe-se que estavam relacionados a pessoas ricas, family office e fundos de pensões.

Além disso, se compararmos com o ano passado, há cerca da metade de fundos novos no mercado. Assim, ao que tudo indica, abrir fundos para criptomoedas está deixando de ser atrativo.

Um dos principais motivos, ao que tudo indica, é a alta volatilidade desse tipo de investimento. Dessa forma, o mercado de criptomoedas pode estar espantando investidores institucionais. Podemos ver essa alta oscilação com o Bitcoin: no início de 2019, estava custando cerca de US$3600; do nada, disparou para quase US$14000; em seguida, caiu para US$7000. Será que o mercado de criptomoedas está chegando ao fim?

Veja: site oficial do Monero foi hackeado!

As criptomoedas continuarão na ativa, segunda a Crypto Fund Research

A Crypto Fund Research lançou uma pesquisa onde mostra que as criptomoedas têm muito a avançar. No entanto, como a Bloomberg, a Crypto Fund Research também relatou uma diminuição significativa no número de fundos de criptomoedas em 2019.

Uma coisa interessante quando comparamos ambas as pesquisas apresentadas é a discrepância de valores. Se notarmos bem, cada estudo relatou um número diferente de fundos de criptomoedas.

Veja: Principais dúvidas sobre criptomoedas!

Será que é um problema com o rendimento?

A primeira coisa vem a nossa mente é sobre a rentabilidade das criptomoedas. De fato, se não tantos fundos de criptomoedas sendo criados, existe algum problema com elas.

No entanto, quando olhamos para o valor do Bitcoin ao longo do tempo, notamos que segue positivo e com grande potencial para escalar. Ou seja, a rentabilidade não está menor que antes, logo não sendo o fator da diminuição do número de fundos de criptomoedas.

Podemos ter um vislumbre dessa resposta quando olhamos para os investidores desse mercado. Assim, usando a Galaxy Digital como exemplo, houve uma perda de patrimônio líquida de quase US$70 milhões de seu negócio. Essa informação pode nos dar indícios do motivo da diminuição de fundos de criptomoedas.

As pessoas estão com medo de fundos de criptomoedas?

Esse é, de longe, o melhor palpite para este caso. Se juntarmos a alta volatilidade das criptomoedas com as perdas reportadas por empresas do ramo, temos uma grande placa de alerta para esta modalidade de investimento.

Com as pessoas mais receosas quanto a investir, o número de fundos de criptomoedas, naturalmente, diminui também. Além disso, se este medo generalizado continuar a assolar os investidores, podemos ver esses números cada vez menores.

Da mesma forma, como uma criptomoeda tem seu preço de acordo com suas transações, será possível acompanhar uma diminuição generalizada de preços. Quanto menos interesse por elas, fica mais barato comprá-las.

Pensando neste cenário do futuro, uma das únicas formas de salvar este mercado é sua aplicação direta no dia a dia. Ou seja, tornar possível realizar transações em supermercados e afins. Existem algumas empresas que ambicionam esta tecnologia, mas até agora só ficaram no projeto.

Veja: Notícias atualizadas sobre criptomoedas!

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário