Início»ICOs e Investimentos»Empreendedor pretende lançar plataforma de vídeo descentralizada

Empreendedor pretende lançar plataforma de vídeo descentralizada

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O empreendedor Halsey Minor pretende aproveitar os computadores ociosos de servidores para distribuir vídeos de forma mais barata do que a Amazon e o Google.

Anúncio

O empreendedor de tecnologia de longa data, Halsey Minor, tem um plano para explorar todos esses servidores ociosos, que poderiam ser comparados a computadores “zumbis”, parados em centros de dados. Eles irão processar, armazenar e distribuir vídeos através da plataforma que pretende rivalizar com serviços do Google e Amazon.

O empreendedor também inventou uma maneira para os criadores de conteúdo pagar os proprietários dos computadores que eles estão efetivamente alugando, que usa uma nova criptomoeda baseada na blockchain, chamada VideoCoin.

Com o objetivo de angariar US$ 50 milhões, o VideoCoin já ultrapassou a metade dessa meta. Diversos investidores apoiaram a ideia, incluindo um co-fundador da Ethereum, graças ao que Halsey chama de “demanda esmagadora” de investidores privados. A VideoCoin também lançou com muito sucesso uma ICO em março, para arrecadar dinheiro para criação da plataforma, que pretende ser lançada entre 12 e 18 meses.

Minor, que também é co-fundador da Salesforce, e fundador da CNET, sabe que pode ser difícil para alguns conseguir o VideoCoin. Ele descreve isso como uma plataforma descentralizada de codificação e distribuição de vídeo que custará aos criadores de conteúdo 60% a 80% menos do que os serviços competitivos baseados na nuvem da Amazon e do Google. Ele também descreve isso como um negócio de economia compartilhada como o Airbnb ou Uber, só que para vídeos, que depende da tecnologia blockchain para acompanhar os serviços prestados e as transações entre criadores de conteúdo e provedores de servidores.

Leia Também:  YouTube acusado de negligência em processo de fraude da BitConnect

Segundo o empreendedor, hoje, 80% do tráfego gerado na internet é através de vídeos. É um mercado que cresce exponencialmente e que gera custos para aqueles que pretendem hospedar toda essa demanda de arquivos.

“o problema que estamos resolvendo é reduzir drasticamente o custo para as pessoas que estão distribuindo o vídeo” disse Minor.

Há uma ideia que tem sido perseguida em uma série de empresas com bastante sucesso que é a economia compartilhada. Todos conhecemos serviços como o Uber e Airbnb. As pessoas têm recursos que não são totalmente utilizados, que podem contribuir para a economia.

No mundo da computação, a oportunidade é levar todos os recursos para fora e tornar o sistema muito mais eficiente permitindo o compartilhamento de recursos concorrentes globalmente.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

COMO DECLARAR BITCOIN E CRIPTOATIVOS NO IMPOSTO DE RENDA

Próximo artigo

Neema, a empresa israelense que irá criar a criptomoeda das Ilhas Marshall

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.