Enquanto o Bitcoin cai, hackers acertam mais uma exchange de criptomoedas

A Bithumb informou que 35 bilhões de won (US$ 47,8 milhões) em moedas virtuais foram roubadas por hackers, a segunda exchange local a sofrer o destino em apenas uma semana, enquanto os ladrões cibernéticos expõem os altos riscos de negociar em ativo digital.

O Bithumb disse em um comunicado em seu site na quarta-feira que parou todas as negociações depois de verificar que “algumas criptomoedas no valor de cerca de 35 bilhões de won foram apreendidas entre o final da terça-feira e o início da manhã quarta-feira”.

A exchange, a sexta mais movimentada do mundo, segundo a Coinmarketcap.com, disse que armazenou “todos os ativos dos clientes em carteira segura”, que opera em plataformas não diretamente conectadas à internet.

A empresa acrescentou que irá compensar totalmente os clientes.

O roubo do Bithumb novamente destacou os riscos de segurança e a fraca regulação dos mercados globais de criptomoedas. Os decisores políticos globais alertaram os investidores para serem cautelosos na negociação da moeda digital, dada a falta de ampla supervisão regulatória.No Bitstamp, com sede em Luxemburgo, o bitcoin foi negociado pela última vez a US$ 6590, estendendo as perdas, uma vez que uma série de intrusões nas plataformas de câmbio de criptomoedas nas últimas semanas provocou preocupações com a segurança.

Caiu cerca de 70 por cento de seu pico de todos os tempos em meados de dezembro de 2017.

Em 11 de junho, a Coinrail, da Coréia do Sul, disse que foi hackeada. Os ataques cibernéticos ocorreram depois de um roubo de mais de meio bilhão de dólares em moeda digital na bolsa de valores japonesa Coincheck, no início deste ano.

Bithumb comercializa mais de 37 moedas virtuais diferentes, de acordo com Coinmarketcap.com

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.