Exchange registra mais de US$3,2 bilhões em transações

Exchange registra mais de US$3,2 bilhões em transações

Após quase três anos em operação, Quidax – a exchange de criptomoedas nigeriana – relatou mais de US$3,2 bilhões em transações, destacando a rápida adoção de ativos digitais na maior economia da África.

Desde o lançamento em agosto de 2018, a Quidax acumulou mais de 400.000 clientes em 72 países. Os números foram publicados juntamente com um comunicado de que a exchange planeja expandir ainda mais suas operações de comércio de criptomoedas para além da África.

Além de seus planos de expansão, a Quidax comunicou o lançamento do QDX, seu token nativo, no Binance Smart Chain. A empresa disse:

“O token BEP-20 capacitará todas as funções dentro do ecossistema Quidax, desde as taxas de negociação na exchange, a staking, governança e todos os produtos financeiros.”

O CEO Buchi Okoro disse que a Quidax está definida para se tornar a casa global dos tokens BEP-20, acrescentando:

“Isso significa que qualquer pessoa no mundo pode negociar mais de 100 criptomoedas no ecossistema Binance Smart Chain no Quidax.”

A adoção da criptomoeda decolou na África graças à crescente utilidade do Bitcoin (BTC) e outros ativos digitais. Os nigerianos estão adotando as criptomoedas para combater a inflação de dois dígitos e para contornar os controles de capital no país. Entre 2015 e 2020, os nigerianos negociaram 60.500 BTC na Paxful, uma plataforma de negociação ponto a ponto.

No entanto, a regulamentação de ativos digitais permanece uma área cinzenta legal no país depois que o Banco Central da Nigéria proibiu as empresas de serviços financeiros de atender às exchanges de criptomoedas. O vice-governador Edward Lamekek Adamu esclareceu posteriormente que o regulador não proibiu os cidadãos de negociar ou manter ativos digitais.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.