Facebook vai permitir que alguns anúncios de criptomoedas voltem

Os anunciantes podem promover serviços e produtos relacionados à criptomoeda, mas não ofertas iniciais de moedas no Facebook, informou a empresa nesta terça-feira. Todos os anunciantes também devem ser pré-aprovados.

Na terça-feira, a empresa decidiu reverter sua proibição contra os anúncios, mas com algumas condições. Primeiro, os anunciantes devem ser pré-aprovados. Em segundo lugar, não serão permitidos anúncios que promovam ofertas iniciais de moedas, muitas vezes relacionadas a fraudes.

O Facebook originalmente anunciou a proibição em janeiro, perto do auge da febre da criptomoeda. Segundo a empresa, alguns dos anúncios enganavam potenciais investidores com alegações de “sem risco”. Outros mencionaram o uso de seus fundos de aposentadoria para comprar Bitcoin, que desde então caiu de US$ 11.000 em valor para US$ 6.100.

“Nos últimos meses, analisamos a melhor maneira de refinar essa política, permitir alguns anúncios e, ao mesmo tempo, trabalhar para garantir que eles sejam seguros”, disse o Facebook em um post no blog, explicando sua decisão de suspender a proibição.“Nem todos que querem anunciar poderão fazê-lo”, acrescentou a empresa. Para se inscrever, os anunciantes devem primeiro apresentar um pedido, que solicita a documentação oficial, incluindo licenças de empresas e se o candidato foi listado em qualquer bolsa de valores pública.

Apesar das limitações, a mudança abre uma porta para os provedores de criptomoedas promoverem seus serviços e produtos em uma plataforma mainstream, em um momento em que o interesse pelo mercado está esfriando. Outros sites importantes, como Twitter e Google, têm restrições rígidas contra os anúncios de criptomoeda.

O Facebook reverteu parcialmente a proibição quando a empresa se interessou pela tecnologia blockchain, a espinha dorsal de muitas das crenças populares no mercado. No mês passado, o executivo do Facebook, David Marcus, anunciou que estava formando uma pequena equipe para explorar “como alavancar blockchain no Facebook, começando do zero”.

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.