Fim da disputa judicial entre ABBC Foundation e Alibaba Group

A ABBC Foundation concordou em parar de usar marcas registradas que incluem o termo “Alibaba” após uma longa disputa com a empresa chinesa de comércio eletrônico Alibaba Group.

Em uma declaração conjunta, o Alibaba Group China e a ABBC Foundation disseram que “eles chegaram a um acordo mundial de reclamações envolvendo o uso do nome Alibabacoin, com a ABBC concordando em não usar marcas que incluam o termo Alibaba em todo o mundo”.

O comunicado acrescenta que “a ABBC lamenta qualquer confusão pública que possa ter surgido com o seu antigo uso do Alibabacoin”.

Na ação original, o Alibaba Group acusou a ABBC de enganar seus clientes e prejudicar seus negócios nos EUA usando o nome Alibaba para levantar mais de US$ 3,5 milhões em Alibabacoins.

Em resposta, os advogados da Alibabacoin argumentaram que “não era uma resposta responsável nem proporcional ao uso legítimo de uma palavra inerentemente genérica de nosso cliente”, oriunda do Oriente Médio.

Em maio, um juiz de Nova York rejeitou uma liminar do Alibaba Group, argumentando que a empresa Chinesa não conseguiu provar que um tribunal americano tinha jurisdição sobre o assunto, bem como estabelecer uma “probabilidade razoável” de que os sites da Alibacoin fossem usados ​​para fazer negócios com clientes em Nova York.

Fim da disputa judicial entre ABBC Foundation e Alibaba Group.

Além disso, o juiz também argumentou que era irrelevante que o Alibabacoin pudesse um dia ter listado sua moeda digital nas exchanges americanas e que um de seus sites fosse hospedado por uma empresa sediada em Nova York.

O Alibaba Group, no entanto, lançou uma nova moção de julgamento para “pôr um fim a esse esquema intencional, combinado e ilegal da Fundação ABBC para explorar as marcas registradas do Alibaba Group”.

Traduzido e adaptado de : arabianbusiness.com

Deixe um comentário