Futuros do CME Micro Bitcoin ultrapassam 1 milhão

Futuros do CME Micro Bitcoin ultrapassam 1 milhão

A exposição institucional a criptomoedas por meio de derivados continuou a crescer no segundo trimestre, já que o microcontrato Bitcoin (BTC) recém-lançado do CME Group, recebeu um aumento considerável nos primeiros dois meses de negociação.

Desde o lançamento em 3 de maio, o contrato futuro de Micro Bitcoin da CME já ultrapassou 1 milhão de contratos negociados, conforme anunciado pelo mercado de derivativos baseado em Chicago. O executivo da CME, Tim McCourt, disse que o novo produto se tornou popular entre as instituições e os day traders que buscam proteger seu risco de preço spot do Bitcoin.

Denominado em 0,1 BTC, o microcontrato é um décimo do tamanho de um Bitcoin. Em comparação, a principal unidade de contrato futuro de Bitcoin da CME é 5 BTC. Brooks Dudley, chefe global de ativos digitais da ED&F Man Capital Markets, disse:

“Vimos mais volume institucional do que antecipávamos, o que mostra que era o momento certo para um contrato Bitcoin menor.”

As instituições reduziram sua exposição de longo prazo ao Bitcoin e outras criptomoedas durante a última correção, com saídas de US$79 milhões na semana passada, de acordo com dados da CoinShares. No caso do BTC, as moedas recém-liquidadas estão sendo recolhidas por detentores de longo prazo, que permanecem convencidos das perspectivas de longo prazo de seu investimento.

Mais atividades no mercado de derivados sugere que os comerciantes estão protegendo suas posições, especulando sobre o movimento direcional de curto prazo do Bitcoin ou ambos. Embora a negociação de derivados tenha aumentado a exposição institucional ao Bitcoin, também se tornou uma fonte de estresse para os detentores. Os vencimentos de $6 bilhões em Bitcoin e Ether (ETH) criaram um atrito considerável no mercado, com alguns comerciantes esperando extrema volatilidade.

Alta volatilidade foi relatada na segunda metade da semana, com o preço do BTC caindo 13,6% do pico a vale entre 24 e 26 de junho.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *