Gerente de Banco da Índia preso por esquema fraudulento com criptomoedas

Gerente do banco da Índia preso por esquema fraudulento com criptomoedas

O fascínio dos lucros rápidos com a criptomoeda parece ter sido grande demais para um gerente de banco na Índia.

O gerente de uma agência Standard Chartered, um banco privado na Índia, foi preso por executar um esquema de criptomoeda, no qual prometeu retornos irrealistas em uma moeda digital, segundo o Business Standard.

O principal perpetrador foi nomeado como Sandeep Singh Dua. Ele confessou os crimes durante o interrogatório. Sete outros foram presos em conexão com o esquema.

O criminoso admitiu que fazia parte de uma gangue de chantagistas que usava empresas falsas para transferir dinheiro e evitar o imposto de renda enquanto vendiam sua falsa criptomoeda chamada Kashhcoin, segundo autoridades.

Autoridades investigam Kashhcoin depois que uma vítima registrou uma queixa em agosto de 2017. Ele alegou ter perdido US$ 22,000 após investir na moeda falsa.

Além disso, o grupo realizou eventos promocionais e seminários extravagantes em hotéis de alto nível para atrair potenciais investidores. Eles também convidaram várias celebridades de Bollywood (indústria de cinema indiana) respeitadas na esperança de atrair mais investidores. Os relatórios não revelaram que celebridades foram convidadas.

De fato, esta não é a primeira vez que isso acontece na Índia. No ano passado, a atriz Pornô Sunny Leone virou a estrela de Bollywood e uma série de outras celebridades populares, que foram usadas para promover um golpe de US$ 300 milhões em Bitcoin no país.

Gerente do banco da Índia preso por esquema fraudulento com criptomoedas
Gerente do banco da Índia preso por esquema fraudulento com criptomoedas.

Kashhcoin é uma fraude

É sabido há muito tempo que a Kashhcoin é uma farsa. Em dezembro de 2017, um grupo por trás de um site da Kashhcoin foi preso por cometer fraude na ordem de quase US$ 8 milhões.

O site prometeu aos investidores um retorno de 10% por cinco anos. As vítimas também foram convidadas a encorajar suas famílias, parentes e amigos a investirem, para obter maiores lucros. Soa familiar?

Em 2018, Asif Ashraf Malkani, o mentor pensado para estar por trás de Kashhcoin foi preso, informou o Times of India.

Com as últimas notícias, parece que as autoridades ainda estão decididas a limpar o resto do que pode restar da pirâmide de Kashhcoin.

Deveria ter sido um pouco óbvio que a Kashhcoin não era legítima. No ano passado, em abril, o Banco Central da Índia emitiu uma diretriz retirando seu apoio àqueles que lidam com criptomoeda.

Traduzido e adaptado de: thenextweb.com

Deixe um comentário