A gigante Goldmoney permite Cold Wallet para mais duas criptomoedas

A maior rede de poupança e transferência de ouro do mundo, Goldmoney, adicionou mais duas criptomoedas ao seu serviço de armazenamento “cold”, de acordo com uma  note de imprensa publicada em 28 de fevereiro deste ano.

A empresa, que já fornece um serviço de Cold Wallet para Bitcoin (BTC), anunciou que agora está adicionando o “Anti-Money Laundering AML (sistema antilavagem de dinheiro) de Ethereum (ETH), com wallet de Bitcoin Cash (BCH) na sequência. De acordo com o comunicado de imprensa, a Goldmoney Inc. retém quase $2 bilhões em ativos para clientes localizados em mais de 150 países.

“Os clientes da Goldmoney agora podem comprar diretamente Ethereum com o Anti-Money Laundering (AML) e vender suas participações Ethereum de volta à Goldmoney da mesma forma que compraram ou venderam Bitcoin e metais preciosos”, informa a Goldmoney.

Como explica a empresa, as criptomoedas armazenadas estão protegidas em um armazenamento offline, “com chaves privadas armazenadas em uma carteira de hardware protegida por senha”.

Finanças tradicionais respondem à crescente demanda

À medida que o interesse dominante cresce, as criptomoedas atraem mais a atenção dos investidores tradicionais. Um serviço de cold wallet semelhante ao da Goldmoney’s é também oferecido pelo banco Frick, com sede em Liechtenstein, que fornece armazenamento para cinco das principais criptomoedas.

No mês passado, a empresa de comércio de ouro Regal RA DMCC, com sede em Dubai,  também recebeu uma licença de negociação de criptomoedas que permitiu à empresa abrir o “cofre de cold wallets” do mundo para as moedas digitais.

 

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário