Golpe na Austrália rouba criptomoedas de usuários do país

A autoridade tributária da Austrália, A Australian Taxation Office (ATO) publicou um aviso com o objetivo de tentar fazer com que as pessoas saiam do mercado de moedas digitais, por conta da relação desses ativos com possíveis fraudadores

Desde o ano passado, os golpistas estão se passando por residentes australianos e fingindo ser um escritório de impostos. Para conseguir enganar os usuários, os fraudadores alegam que a vítima deve fundos em impostos não pagos. A falsa autoridade fiscal pede então que as pessoas pagassem os “impostos” em Bitcoin.

Até agora, de acordo com o comunicado de imprensa da ATO, mais de US$ 50.000 foram enviados para os golpistas.

“A Australian Taxation Office (ATO) está alertando o público para se certificar de golpistas que representam a ATO e exigem Bitcoin ou outras criptomoedas como uma forma de pagamento por falsas dívidas fiscais”.

Além disso, a ATO advertiu os moradores sobre o pagamento de “depósitos diretos em contas bancárias de terceiros, exigindo pagamento através de cartões iTunes ou com cartões de presente Visa pré-pagos e criptomoedas.

A Comissária Assistente Kath Anderson afirmou: Criptomoeda opera em um mundo virtual, e uma vez que os golpistas recebem o pagamento, é praticamente impossível recuperá-lo.

As pessoas envolvidas nesse tipo de fraude estão constantemente adaptando seus métodos para maximizar suas chances de roubar seu dinheiro. Infelizmente, era inevitável que os golpistas visassem as moedas virtuais dada a sua popularidade atual e anonimato.

Além disso, a Sra. Anderson afirmou que a ATO tem expressado preocupações sobre os contribuintes serem enganados para divulgar suas informações pessoais aos golpistas. Os casos incluíram o compartilhamento de número de arquivo de imposto, por exemplo.

Os investidores que não têm certeza sobre um suposto contato solicitando pagamentos de imposto são aconselhados a entrar em contato com a entidade governamental real.

Deixe um comentário