Grande parte das transações de Bitcoin, Ethereum e Cardano são de uso não comercial

Em qualquer dia, até dois terços das atividades de transações registradas na rede Bitcoin não tem nada a ver com a compra de bens e serviços ou a troca da moeda virtual.

As cifras de volume estão sendo influenciadas por uma série de outros fatores, como os chamados mixers que reorganizam os saldos entre suas próprias contas, grupos de mineração que distribuem moedas aos membros e golpes diretos, como spoofing e manipulação de mercado, de acordo com o site de análises Coinmetrics.

O Bitcoin não está sozinho. Em um dia recente, mais de 45% das transações do Ethereum eram de natureza não econômica, como spam, segundo outro fornecedor de análise, Elementus Inc. Em determinado momento, 98% das transações da Cardano também não tinham valor econômico, disse Coinmetrics.

Embora o anonimato da blockchain seja um dos princípios fundamentais do Bitcoin, a falta de transparência na tecnologia de contabilidade distribuída é vista por alguns participantes da indústria como um obstáculo a uma maior aceitação tanto por investidores institucionais e individuais, quanto por reguladores.

“Se esse espaço não é uma brincadeira, mas sério, as pessoas precisam saber mais”, disse Charlie Morris, que administra US $ 300 milhões para o Newscape Capital Group de Londres, que tem um pequeno investimento em Bitcoin e na Overstock.com Inc. que tem estado ativo em relação a criptomoedas. “Você gostaria de saber os fatos. Se o dinheiro institucional entrar no mercado do Bitcoin, eles terão que entender o que estão comprando ”.

Os Serviços Cryptocomposite.com e Elementus estão entre os novos esforços para o desenvolvimento de ferramentas de análises que adicionam clareza aos dados da blockchain. A primeira versão do Cryptocomposite.com será lançada em breve, disse Morris. A Elementus está iniciando testes com instituições financeiras neste verão e será lançada em outono, disse o executivo-chefe da Elementus, Max Galka, em uma entrevista por telefone.

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.